Toyota confirma lançamento do Corolla Cross nacional em 11 de março

Primeiro SUV produzido na fábrica de Sorocaba (SP) terá versões híbrida e 2.0 flex

115

Corolla Cross nacionalCorolla Cross nacional

A Toyota confirmou para 11 de março o lançamento do Corolla Cross, o primeiro SUV de fabricação nacional da marca no Brasil, que já está em produção pré-série na fábrica de Sorocaba (SP), que recebe investimentos de R$ 1 bilhão para fazer o modelo, conforme a empresa anunciou em setembro de 2019.

Esta é a primeira vez que a Toyota admite formalmente que seu novo SUV no Brasil será o Corolla Cross, informação que já circulava há mais de um ano na imprensa especializada. Na quinta-feira, 18, a fabricante colocou no ar um site dedicado a divulgar informações a conta-gotas do modelo até o seu lançamento. As primeiras imagens são do interior do veículo, para mostrar o espaço da cabine. O carro já é produzido na Tailândia e seu desenho não é novidade, mas a Toyota ainda esconde as formas finais do modelo brasileiro, que sofreu poucas modificações cosméticas. Também já é conhecido que as dimensões são de um SUV médio-compacto, similar ao Jeep Compass.

O Corolla Cross é produzido sobre a moderna plataforma TNGA (Toyota New Global Architecture), a mesma da nova geração do sedã Corolla fabricado em Indaiatuba (SP) desde 2019 e de vários outros modelos da marca. Sobre a mesma base é possível aplicar diversos tipos de powertrain. Assim como seu “irmão” sedã, o novo SUV também terá versões híbridas com integração da motorização elétrica e a combustão.

Segundo apurou o jornalista José Antonio Leme para o UOL Carros, o Corolla Cross brasileiro terá quatro versões com nomenclatura diferente do sedã: XR, XRE, XRV e XRX, em ordem crescente de preços e equipamentos. As duas primeiras XR e XRE são equipadas com o motor flex 2.0 de 177 cv produzido pela Toyota em Porto Feliz (SP), e as duas últimas XRV e XRX, as mais caras e sofisticadas, têm o powertrain importado híbrido, com motorização 1.8 flex (etanol-gasolina) de 101 cv e elétrica de 72 cv, com potência combinada de 122 cv. Em todos os casos a transmissão é automática tipo CVT.