A ABVE apresenta as regiões de maior crescimento das vendas de veículos eletrificados

São Paulo consolida liderança com 35% do mercado, mas o interesse por veículos eletrificados ganha ímpeto em variadas regiões brasileiras.

18
anthonares (Flickr User), CC BY-SA 2.0 <https://creativecommons.org/licenses/by-sa/2.0>, via Wikimedia Commons

Vendas de veículos eletrificados

Vendas de veículos eletrificados – A ABVE apresenta as regiões de maior crescimento das vendas de veículos eletrificados – Embora o Sudeste, e em especial São Paulo, mantenha a supremacia nas vendas de carros eletrificados, a penetração deste produto avança por todo o país, conforme apontam dados recentes da Associação Brasileira do Veículo Elétrico (ABVE).

A região Sudeste foi a vanguarda no crescimento do último ano, com uma duplicação nas vendas do setor. Importantes incrementos também foram observados no Nordeste, Sul, Centro-Oeste e Norte, com respectivos aumentos de 91%, 82%, 73% e 67%. De acordo com a associação, todas as regiões apresentaram um crescimento superior a 50%, e apenas em quatro estados o aumento de emplacamentos foi inferior a este percentual em comparação ao ano de 2022.

“A ascensão foi superior a 100% em oito estados”, relata a ABVE, realçando as elevações notáveis no Espírito Santo (+169%), no Distrito Federal (+161%), em Alagoas (+146%), no Ceará (+113%), em Sergipe (+107%), em São Paulo (+105%), no Rio Grande do Norte (+103%) e em Santa Catarina (+101%).

Para a entidade, o avanço de 91% no Nordeste, que ascendeu de 6.175 licenciamentos para 11.788 no último ano, sinaliza que a adoção da eletromobilidade está transcendendo o Sudeste e ganhando amplitude nacional.

A notável evolução na região nordestina é creditada ao desempenho exponencial de cidades como Maceió (+192%), Fortaleza (+173%) e Recife (+134%).

No contexto municipal, a associação aponta consideráveis aumentos em Campinas, SP (+247%) e Vitória, ES. Em termos absolutos, São Paulo lidera (15.648 emplacamentos), seguido por Brasília (6.401), Rio de Janeiro (4.332), Belo Horizonte (3.689) e Curitiba (3.152).

Em âmbito estadual, São Paulo sobressai como o grande líder em vendas de híbridos e elétricos, com 32.787 unidades em 2023, o que representa 35% do total nacional, sendo sucedido pelo Rio de Janeiro (6.901 – 7,3%), Minas Gerais (6.413 – 6,8%) e Distrito Federal (6.401 – 6,8%).

No total nacional, o registro de veículos leves eletrificados em 2023 foi de 93.927, um acréscimo de 91% em relação a 2022 (49.245). O Sudeste lidera com 52%, somando 48.947 licenciamentos no ano passado.

Os dados de eletrificados englobam a soma dos veículos elétricos híbridos plug-in (PHEV), elétricos 100% a bateria (BEV) e híbridos convencionais sem recarga externa (HEV).

O segmento de veículos eletrificados, principalmente os 100% elétricos, está intrinsecamente ligado à infraestrutura de recarga, que segue em expansão pelo Brasil, mas que ainda não atende de modo pleno todas as regiões, inclusive aquelas com maior volume de emplacamentos.