Carros com IA são mais vulneráveis a ataque hacker, diz relatório

26

Carros vulneráveis a ataque hackerCarros vulneráveis a ataque hacker

Carros vulneráveis a ataque hacker – Um novo relatório divulgado pela Agência da União Europeia para a Cibersegurança (ENISA) afirmou que os veículos autônomos – baseados em Inteligência Artificial para guiar o carro sem precisar de um condutor – são “altamente vulneráveis a uma ampla gama de ataques” que podem ser perigosos para os passageiros, pedestres e pessoas em outros veículos. O relatório concentra-se em invasões de segurança cibernética indetectáveis para humanos, incluindo possíveis ataques de sensores com feixes de luz, sistemas de detecção de objetos opressores e atividade mal-intencionada de back-end.

Os cenários apresentados no relatório incluem a possibilidade de ataques a algoritmos de tomada de decisão e spoofing, que podem enganar o veículo autônomo na hora de “reconhecer” carros, pessoas ou obstáculos que não existem. “O ataque pode ser usado para tornar a IA ‘cega’ para pedestres. Isso pode causar confusão nas ruas, já que os carros autônomos podem atingir os pedestres nas ruas ou nas faixas de pedestres”, diz o relatório.

Os sistemas de IA e os sensores necessários para fazer o veículo rodar aumenta a área propensa para um ataque hacker. Os autores da pesquisa indicam que para resolver as vulnerabilidades, é preciso que as empresas, em conjunto com fornecedores terceirizados, desenvolvam uma cultura de segurança em toda a cadeia de produção. Além disso, os carros precisarão de uma revisão contínua dos sistemas para garantir que não tenham sido alterados indevidamente.

Histórico

Os estudos sobre possíveis problemas em carros autônomos não são de agora. Em 2015, pesquisadores das Universidades de Washington e Michigan usaram um ataque como prova para assumir o controle de um veículo inteligente e enviá-lo para fora da estrada. O mesmo aconteceu em 2019, quando a equipe de segurança cibernética da Tencent usou adesivos para fazer o piloto automático da Tesla desviar para a pista errada. No ano passado, pesquisadores levaram um sistema de veículo autônomo a acelerar de 56 km/h para 136 km/h em poucos segundos, apenas colocando estrategicamente alguns pedaços de fita na estrada.