Volkswagen inicia exportações do T-Cross para a África

Modelo será enviado para sete países africanos; SUV passa a estar presente em 26 mercados

120
Exportações do T-Cross para África

VW do Brasil reforça sua posição como líder na exportação de veículos

Exportações do T-Cross para África

exportações do T-Cross para a África – A Volkswagen do Brasil iniciou as exportações do SUV compacto T-Cross para o continente africano, onde o modelo – que é produzido na fábrica de São José dos Pinhais (PR) – passará a ser vendido em sete países: Costa do Marfim, Gabão, Gana, Líbia, Madagascar, Ruanda e Sudão. Com isso, a montadora contabiliza 26 mercados para os quais envia o T-Cross, que já soma mais de 34 mil unidades embarcadas ao exterior.

“A exportação para esse continente, o terceiro mais extenso do mundo com mais de 1,2 bilhão de habitantes, é uma grande oportunidade de conquistar novos mercados com um grande potencial de consumo; fortalecemos também nossa posição de maior exportadora de automóveis do Brasil”, declarou Pablo Di Si, presidente da Volkswagen América Latina.

De acordo com o comunicado oficial da montadora, os T-Cross enviados para os mercados africanos são das versões Trendline, Comfortline e Highline dotados de câmbio manual e automático e receberam poucas alterações em relação às unidades vendidas por aqui, como calibração da central eletrônica do motor e os manuais do proprietário, oferecidos em inglês, francês e árabe.

Com mais de 4 milhões de veículos comercializados com outros países, a Volkswagen é, atualmente, a maior exportadora de automóveis e de comerciais leves do Brasil. Os embarques começaram em fevereiro de 1970 e, ao longo do tempo, a fabricante enviou seus produtos para outros países das Américas, África, Oriente Médio, Europa e Ásia.