Peugeot lança picape Landtrek, que só chega ao Brasil em 2022

Utilitário já está sendo vendido em alguns países da América Latina; produção local ainda não foi anunciada

130
Peugeot lança picape Landtrek
Projetada na China, a Peugeot Landtrek só vai chegar ao Brasil em 2022

Peugeot lança picape Landtrek

A Peugeot lançou na terça-feira, 24, em evento no México, a aguardada Landtrek, que marca seu retorno ao segmento de picapes médias com capacidade acima de 1 tonelada. A montadora vai comercializar a novidade em duas fases. Na primeira, já iniciada e que vai se estender pelo próximo ano, México, Paraguai, Uruguai, Equador, Panamá, Peru, República Dominicana, Guatemala, Haiti e Chile contarão com o modelo importado da China. Na segunda fase, prevista para 2022, Brasil, Argentina e Colômbia receberão a Landtrek já produzida localmente – a Peugeot não revela onde.

Landtrek estará disponível nas versões chassi cabine, cabine simples e dupla

A Landtrek é fruto de uma parceria da Peugeot com a chinesa Changan. A montadora francesa considera a picape um produto estratégico para seus planos, já que esse mercado, de acordo com dados divulgados pela própria fabricante, movimenta mais de 2,5 milhões de unidades em todo o mundo anualmente, mais de 400 mil nos mercados latino-americanos.

Antes da apresentação, especulações indicavam que a Landtrek seria montada na fábrica da Nordex, no Uruguai, onde já são feitos os comerciais leves Expert (Peugeot) e Jumpy (Citroën), do Grupo PSA. Mas o início das operações da Stellantis (união dos grupos PSA e FCA Fiat Chrysler), a partir do início do próximo ano, pode influenciar os planos.

VEÍCULO MULTIUSO

De acordo com a Peugeot, a picape Landtrek será oferecida nas versões chassi-cabine, cabine simples e dupla, com as configurações voltadas para trabalho podendo carregar até 1,2 tonelada. A caçamba no modelo com cabine simples tem 2,43 m de comprimento, com a cabine dupla cai para 1,63 m; a largura é de 1,64 em ambas. Além disso, o utilitário tem capacidade de reboque de até 3,5 toneladas. A montadora, porém, não revelou se haverá opções de suspensão, de acordo com cada versão da picape.

As versões mais sofisticadas da picape terão bom nível de equipamentos

No México, a Peugeot Landtrek já começou a ser vendida, inicialmente apenas na versão Allure, com motor 2.4 turbo a gasolina, com 210 cavalos e 32,6 kgfm. O câmbio pode ser manual ou automático, ambos com seis marchas, e a tração é traseira. Um motor a diesel de 150 cavalos e 35,7 kgfm, mas combinado somente com caixa manual de seis marchas, deverá ser disponibilizado na sequência. Já as opções para o mercado brasileiro serão anunciadas apenas quando o modelo estiver próximo de ser lançado por aqui, explicou a Peugeot do Brasil.

Em termos de visual, a picape não deve ter mudanças quando chegar ao País, com detalhes cromados na grade e nos retrovisores, além de luzes diurnas de LED nas versões mais sofisticadas, enquanto as configurações voltadas ao trabalho terão acabamento bem mais simples.

Por dentro, a Landtrek traz algumas soluções interessantes, como o banco traseiro bipartido e rebatível (capaz de suportar objetos com até 100 kg, segundo a montadora). Na frente, a picape pode ter, opcionalmente, o banco do passageiro com capacidade para duas pessoas, com a parte central escamoteável – como nos comerciais leves da marca.

Nas versões voltadas para uso familiar, a cabine da Peugeot Landtrek exibe certa dose de requinte e bom nível de equipamentos, com destaque para a central multimídia com tela tátil de 10 polegadas e HD com capacidade para 10 GB. Outra atração é o sistema de visão 360°, que permite visualizar toda a área ao redor do veículo. Ar-condicionado automático, controles eletrônicos de tração, estabilidade e de reboque, além de monitor de manutenção em faixa são outros itens disponíveis.

Como se trata de um modelo totalmente novo, os executivos da Peugeot não revelaram suas expectativas de venda para a nova picape. Para brasileiros, argentinos e colombianos, por enquanto, resta aguardar.