Vendas de Tesla e BYD explodem na China com descontos e ajuda do governo

Preços mais baixos e cortes nos impostos motivaram recordes das marcas

122

Vendas de Tesla explodem

Vendas de Tesla explodem

Vendas de Tesla explodem – Tesla e BYD registraram recordes de vendas na China no segundo trimestre do ano. Segundo dados da Associação de Automóveis de Passageiro da China (CPCA), a empresa de Elon Musk vendeu 247.217 veículos.

Este foi o melhor resultado da marca desde o início da produção de carros na China, onde mantém uma fábrica em Xangai desde 2020. Apenas em junho, a fabricante emplacou 93.680 unidades. No mundo, a Tesla vendeu 466.140 veículos no segundo trimestre.

Já a BYD teve crescimento de expressivos 88,16% em junho, quando comercializou 251.685 veículos. Esta foi a primeira vez que a fabricante vendeu mais de 250 mil unidades em um mês. O resultado contribuiu para chegar aos 700.244 veículos emplacados entre abril e e junho de 2023.

Recentemente, a Tesla reduziu significativamente os preços de Model 3 e Model Y. O movimento foi seguido pela BYD.

Mãozinha do governo

A CPCA estimou que as vendas de automóveis eletrificados tenham chegado a 740 mil unidades em junho. O desempenho representaria uma alta de 30% em relação a um ano antes, mas não separa o volume de vendas domésticas das exportações.

As fabricantes de carros também estão recebendo uma ajuda providencial das autoridades chinesas, numa tentativa de reverter o cenário crítico da economia local nos últimos meses.

Em junho, o governo anunciou que concederá uma isenção de US$ 71,6 bilhões (mais de R$ 340 bilhões) em impostos para quem comprar um veículo eletrificado.

A medida, que tem validade até 2027, visa impulsionar o desempenho das montadoras chinesas, inclusive as de pequeno porte, em relação às marcas “estrangeiras”.