Toyota Prius com motor que queima hidrogênio pode chegar em 2025

Será um híbrido plug-in aliado ao mesmo motor de combustão movido a hidrogênio que estará no Corolla

405

toyota prius
Toyota Prius

O atual Toyota Prius de quarta geração está envelhecendo. Apresentado em 2015, o carro híbrido japonês precisa passar por uma ampla remodelação, apesar do número de atualizações e edições especiais que são lançados a cada ano.

Se você está entre aqueles que esperavam por uma nova versão do Prius, uma reportagem do Japão sugere que ela chegará já no próximo ano, especificamente em dezembro de 2022. No entanto, o modelo que está por vir é muito mais do que o atual 1.8 – na configuração de motor a combustão associado a um motor elétrico, de acordo com a Best Car, e isso envolve um motor de combustão interna movido a hidrogênio.

Toyota Prius Nightshade

Se isso soa familiar, o rumor está de acordo com a matéria publicada pela Forbes no início deste mês, que então se relaciona ao que a Toyota apresentou em abril – o Corolla com um motor de combustão movido a hidrogênio. Em contraste com as células de combustível de hidrogênio, a Toyota apregoa o uso de hidrogênio para alimentar a combustão. Segundo a montadora, essa configuração emite quase zero CO2 e pouco NOx.

Best Car acrescenta um pouco mais de informação ao rumor, dizendo que o mesmo motor de combustão movido a hidrogênio do Corolla estará no próximo Prius em sua versão PHEV. No entanto, levará três bons anos antes que essa configuração chegue às ruas, o que significa que o inédito Prius PHEV movido a hidrogênio só estreará em 2025.

Toyota Corolla a hidrogênio

Dito isto, espere que o próximo Prius chegue no próximo ano com a configuração usual de motor elétrico + motor a combustão, mas embalado em um design mais atual. Os movidos a hidrogênio chegarão ao mercado alguns anos depois, o que deve vir de mãos dadas com a infraestrutura necessária para o reabastecimento de hidrogênio.

O cronograma mencionado é, obviamente, aplicável ao Japão, portanto, espere alguns ajustes de prazos para outros mercados, especialmente considerando as infraestruturas relacionadas ao abastecimento com hidrogênio.

Vale lembrar que eles ainda não foram confirmados oficialmente, e no momento o que temos são rumores e indicações da Toyota que o desenvolvimento deste tipo de propulsão é promissor e segue acelerado. Vamos aguardar pelos anúncios oficiais.