Ford começa a testar a E-Transit em parceria com frotistas na Europa

 A versão elétrica da van iniciou um novo programa de testes nas ruas da Alemanha, Noruega e Reino Unido. Dez protótipos rodam em condições reais em diferentes tipos de aplicação, como correio, coleta de resíduos e entrega porta-a-porta. Esta é a última fase no desenvolvimento do modelo antes do início de vendas no segundo trimestre de 2022.

19

e-transit

E-Transit começa fase de testes

A Ford iniciou uma nova fase de testes da E-Transit, versão elétrica da Transit, em ruas da Europa em parceria com grandes frotistas. Esta é a última etapa no desenvolvimento do modelo, depois de um rigoroso programa de testes nos campos de provas e instalações de engenharia da marca, para o início de vendas no segundo trimestre de 2022.

Dez protótipos da E-Transit participam do programa, rodando em condições reais em diferentes tipos de aplicação, como correio, coleta de resíduos e entregas de porta-a-porta na Alemanha, Noruega e Reino Unido. Entre os parceiros estão a frota municipal da cidade de Colônia, a DHL Express no Reino Unido e a Norwegian Post.

A frota conta com diferentes modelos da E-Transit, como furgão, cabine dupla e chassi-cabine com peso bruto total de 3,5 a 4,25 toneladas, incluindo adaptações para atender as necessidades específicas de cada operação. Os parceiros vão rodar com os protótipos em períodos de seis ou 12 meses.

“Queremos demonstrar que ajudar os clientes a reduzir seu impacto ambiental pode andar de mãos dadas com a melhoria da sua produtividade”, diz Dave Petts, líder de vans eletrificadas urbanas da Ford Europa. “A rodagem no mundo real nas mãos do cliente nos ajuda a mostrar os benefícios comerciais que a E-Transit pode oferecer, além de trazer informações valiosas sobre os padrões de uso e recarga para podermos refinar a experiência operacional.”

Modificação

A E-Transit foi projetada para ser facilmente adaptada a vários tipos de uso, usando os mesmos acessórios desenvolvidos para os modelos atuais da linha. Para mostrar a versatilidade da plataforma, alguns veículos de teste foram transformados como: compartimento refrigerado para entregas de supermercado, com gerador de 2,3 kW; laterais lonadas para construção, com iluminação auxiliar e sensores de peso; basculante com gaiola para remoção de lixo; e entrega porta-a-porta com divisórias e suspensão a ar traseira.

Recentemente, a Ford realizou um programa de teste semelhante com a versão híbrida plug-in da Transit de passageiros, que rodou mais de 240.000 km e mostrou que os frotistas podiam operar 75% do tempo com emissão zero no centro de Londres.

Outros testes em Colônia, Alemanha, provaram o benefício da “cerca eletrônica” (geofencing), tecnologia inovadora que aciona automaticamente o modo elétrico em áreas urbanas com poluição alta.

Em 2020, a Ford foi líder de vendas de veículos comerciais na Europa pelo sexto ano consecutivo, posição que manteve no primeiro semestre deste ano.