Citroën C5 Aircross começa a ser vendido na Argentina

SUV médio deveria ter chegado ao nosso mercado no começo do ano

60

Citroën C5 AircrossCitroën C5 Aircross

Previsto para chegar ao nosso mercado neste ano, o Citroën C5 Aircross já desembarcou na Argentina, onde está sendo vendido em versão única com motor 1.6 turbo de 165 cv, por US$ 48.395 (o equivalente a R$ 254.799 na cotação atual). É importado da França e, embora já exista uma versão híbrida na Europa, está sendo oferecido somente na variante não-eletrificada. No Brasil, a marca prometia o carro entre o final de 2019 e começo de 2020.

O C5 Aircross é praticamente a versão Citroën do Peugeot 3008 (que já é vendido por aqui), usando a mesma plataforma EMP2, com medidas bem próximas e repetindo motores e tecnologias. Ele mede 4,50 metros de comprimento, 1,96 m de largura, 1,68 m de altura e tem entre-eixos de 2,73 m. Como comparação, o 3008 tem 4,44 m de comprimento e 2,67 m de entre-eixos.

Citroën C5 Aircross 2019

Na Argentina, ele será vendido somente com o motor 1.6 turbo a gasolina, que entrega 165 cv a 6.000 rpm e 24,5 kgfm a 1.400 rpm, trabalhando com a transmissão automática de 6 marchas. É um conjunto mecânico bem conhecido por aqui, onde equipa os Peugeot 3008 e 5008, e também os Citroën C4 Cactus e C4 Lounge (embora estes com preparação para aceitar etanol). Deve repetir esta motorização por aqui.

Como apenas uma versão será vendida no país vizinho, ela virá bem equipada. Conta com itens como frenagem automática de emergência, faróis full-LED, teto solar panorâmico, reconhecimento de sinal de trânsito, assistente de permanência em faixa, monitor de ponto cego, câmera de ré, controle de cruzeiro, central multimídia com tela de 8” e mais. Um dos destaques do C5 Aircross é o sistema de suspensão chamado Progressive Hydraulic Cushions, que ajusta o amortecimento automaticamente para melhorar o conforto a bordo.

O Citroën C5 Aircross foi confirmado para o Brasil por executivos da marca durante o Salão de Paris 2018, quando ele foi apresentado. O SUV médio deveria ter iniciado a estratégia da empresa de ter um lançamento por ano no país até 2023. Antes previsto para o começo do ano, o crossover deve ter sido afetado pela pandemia de coronavírus e a disparada da cotação do dólar. Irá ocupar o espaço deixado pelo C4 Picasso e deve ter preços por volta de R$ 180 mil, na mesma faixa que o Peugeot 3008.