Carros elétricos podem receber ‘mega incentivo’ na Europa pós-pandemia

Medida fará parte de um amplo plano de recuperação econômica

32

Mega incentivo para veículos elétricosMega incentivo para veículos elétricos

Com o início do afrouxamento das medidas de isolamento na Europa, à medida em que a pandemia do coronavírus começa a perder força no continente, as autoridades nacionais começam a esboçar um amplo de recuperação econômica que inclua de forma decisiva os veículos elétricos.

Deixando de lado os carros a diesel e a gasolina, o plano pretende aproveitar a oportunidade para aumentar a popularidade dos carros elétricos na União Europeia, ampliando o número de incentivos para quem quiser adquirir esse tipo de veículo. Na prática, seria uma medida econômica que visa também o meio-ambiente.

Renault Zoe 2020

Historicamente, os europeus sempre foram privilegiados na questão dos veículos verdes com muitas deduções e isenções fiscais significativas, embora essas facilidades variem bastante de país para país. Caso os planos se concretizem, ficará ainda mais atraente adquirir um carro elétrico no velho continente.

Em reportagem, a Bloomberg cita o rascunho de documento sobre o fato de que:

“A administração da UE está considerando incentivos para as montadoras produzirem e venderem carros limpos e investimentos na infraestrutura de cobrança de veículos elétricos.”

O projeto afirma que:

‘O apoio maciço à indústria automotiva colocará uma dívida significativa nas gerações futuras. Esse apoio deve respeitar as expectativas de nossos jovens em relação às mudanças climáticas e por um futuro mais saudável e limpo.”

Dentro do pacote de estímulos, uma medida interessante é a possibilidade de eliminar completamente o IVA para veículos elétricos. Trata-se do imposto agregado sobre tudo que é vendido na UE e varia bastante entre os países membros: em média 20%, mas pode variar de 17% no Luxemburgo a 27% na Hungria.

Estas medidas refletem os comentários anteriores feitos por Bruno Le Maire, ministro da Economia e Finanças da França, ao falar sobre ajudar as montadoras a se recuperarem no pós-pandemia: “Estamos prontos para apoiar a demanda por veículos, mas será o suporte para veículos limpos que emitam menos CO2, principalmente veículos elétricos.”

EUA

Vale lembrar que recentemente nos Estados Unidos os democratas tentaram incluir os veículos verdes no pacote de recuperação econômica sem obter sucesso. Na prática ocorreu o inverso: o governo Trump conseguiu aprovar medidas que reduzem as metas de emissões de CO2 das frotas das montadoras para ajudar a minimizar as perdas da indústria do petróleo.