Volkswagen ID.1 chega em 2021 com até 300 km de autonomia

Modelo de entrada deve custar menos de 20 mil euros e substituir o e-Up! na Europa

54

Volkswagen ID.3Volkswagen ID.3

No final do ano passado, o Grupo Volkswagen prometeu lançar 75 veículos elétricos e 60 híbridos até 2029. Claro, este número inclui os modelos eletrificados, sejam híbridos plug-in ou híbrido-leve de todas as marcas do grupo, como Audi e Porsche. Este anúncio veio com a apresentação da versão de produção do hatch ID.3, o primeiro da nova linha da VW.

Após o cancelamento do Salão de Genebra neste ano, a Volkswagen apresentou pela internet o próximo carro da linha ID, o crossover ID.4. Será o primeiro a sair da Europa, indo para mercados como Estados Unidos e China – e tem chances até de aparecer no Brasil.

Volkswagen ID.3 1ST (2020)

E a Volkswagen parece incansável em sua busca para entregar este número de elétricos nos próximos anos. Segundo uma reportagem da revista Car Magazine, a marca trabalha em um modelo de entrada, que será o menor e o mais barato da linha ID, batizado como ID.1 e com o mesmo tamanho que o e-Up! vendido atualmente na Europa.

A publicação vai além, revelando que o ID.1 será a base para algumas variantes, como um crossover chamado ID.1 Crozz e uma van batizada como e-Roomzz. Obviamente, todos usarão a platafroma MEB feita especialmente para carros elétricos, para ganho em escala na produção de toda a linha ID.

De acordo com a Car Magazine, a Volkswagen busca fazer o ID.1 com duas opções de bateria, de 24 kWh e 36 kWh. A versão com as baterias de 36 kWh teria uma autonomia por volta de 300 km, 40 km mais do que o e-Up! e seus 260 km de alcance, vindos das baterias de 32,3 kWh. Rumores anteriores diziam que a marca queria vender um elétrico por menos de 20 mil euros, posicionado abaixo do ID.3, então este modelo pode ser o ID.1. Agora é esperar e ver se ele tem chances de vir ao Brasil.