Peugeot 108 seguirá vivo e poderá ganhar versão 100% elétrica

Apesar de ameaça vivida pelo segmento, marca garante lançamento de mais uma geração

67

Peugeot 108Peugeot 108 seguirá vivo

Enquanto muitas marcas cogitam abandonar o segmento de sub-compactos na Europa por conta das baixas margens de lucro e da rigidez das regras anti-poluição, a Peugeot adianta que seguirá firme e forte atuando na categoria pelos próximos anos. Em entrevista recente concedida à revista britânica Auto Express, Jean-Phillipe Imparato, chefe da montadora, afirmou que o representante da companhia no segmento, o pequeno 108, não apenas será mantido em produção como ganhará uma geração completamente nova. Conforme explicou o executivo, o carro ainda vende relativamente bem e tem público cativo em muitos mercados. Só no Reino Unido, por exemplo, vende anualmente cerca de 6.000 unidades.

Peugeot 108

“Decidimos há algumas semanas que manteremos o 108 em nossos planos. É um carro que tem um sucesso razoável e porque é importante. Manteremos a oferta até que o cliente nos diga ‘não, pessoal, não queremos mais'”, explicou. Questionado sobre eventuais problemas envolvendo níveis de poluição, o executivo minimizou: “no momento estamos em um nível de CO2 muito positivo e não precisamos nos preocupar em termos de CO2. E completou: “se um dia tivermos uma grande questão para enfrentar em termos de CO2, tomaremos outra decisão, mas, no momento, o mercado está pedindo o carro”.

Imparato ainda deixou no ar a possibilidade de, em um futuro próximo, o 108 se tornar totalmente elétrico, em linha com as movimentações da concorrência. “Se for para ser substituído um dia, não vejo outra solução a não ser propulsão 100% elétrica”. Nesse sentido, uma saída interessante seria compartilhar plataforma e componentes com a nova geração do Fiat 500, no âmbito da fusão que vem sendo discutida entre FCA e PSA.

Fonte: Auto Express