Renault-Nissan torna-se a Nº 1 com a soma de Mitsubishi

Companhia vendeu 10,6 milhões de veículos em 2017 e superou o Grupo VW

208

Aliança Renault-Nissan-Mitsubishi

Aliança Renault-Nissan-Mitsubishi vendeu em todo o mundo 10,6 milhões de unidades em 2017. A companhia registrou alta de 6,5% no primeiro ano completo em que a Mitsubishi integrou a aliança e ficou ligeiramente acima do Grupo VW, que entregou 10,4 milhões de veículos no ano passado.

No Brasil, a soma dos veículos das três grandes marcas chega a 267,8 mil veículos e mais de 12% de participação. Segundo a empresa, os resultados se devem ao aumento da demanda mundial por SUVs, por comerciais leves e também por modelos 100% elétricos. “A Renault-Nissan-Mitsubishi se tornou o grupo número 1 e essa evolução é resultado da extensão e abrangência de nossos produtos, nossa presença internacional e a atratividade das tecnologias presentes em nossos veículos”, afirma o CEO da Aliança Renault-Nissan-Mitsubishi, Carlos Ghosn.

200 países

A companhia está em quase 200 países sob dez marcas diferentes: Renault, Nissan, Mitsubishi, Dacia, Renault Samsung Motors, Alpine, Lada, Infiniti, Venucia e Datsun.

As vendas do Grupo Renault aumentaram 8,5%, totalizando 3,76 milhões de veículos em 2017. Foi um ano recorde tanto para a Renault como para a Dacia. Já a Nissan vendeu 5,8 milhões de veículos e registrou 4,6% de alta sobre 2016. Seu crescimento na China foi de 12,2% e nos Estados Unidos, de 1,9%. A Infiniti, divisão premium da Nissan, somou 246,5 mil unidades e cresceu 7%.

A Mitsubishi

A Mitsubishi superou a marca de 1 milhão de veículos entregues em todo o mundo e teve alta de 10% sobre 2016. O aumento foi alavancado pela China, onde as vendas aumentaram 56%. Com 129,2 mil unidades, o país asiático se tornou o maior mercado da marca por causa do sucesso do Outlander, produzido localmente.

A Aliança Renault-Nissan-Mitsubishi se mantém no topo das vendas de veículos elétricos. Desde o lançamento do Nissan Leaf, em 2010, a companhia vendeu 540,6 mil veículos elétricos. Em vendas acumuladas a companhia mantém a liderança em veículos de passeio e comerciais leves 100% elétricos.

Veja abaixo o desempenho da companhia por marca e mercado: