GM e Honda investem pesado em célula de combustível

Joint venture que fará baterias a hidrogênio vai operar a partir de 2020

207
GM e Honda investirão US$ 85 milhões para produzir célula de combustível
Vice-presidente da GM, Steve Girsky (esq.) e vice-presidente executivo da Honda, Tetsuo Iwamura. GM e Honda investirão US$ 85 milhões para produzir célula de combustível.

Célula de combustível

Para a produção de uma célula de combustível a hidrogênio, General Motors e a Honda anunciaram na segunda-feira, 30, a criação da primeira joint venture entre montadoras. A tecnologia será utilizadas em futuros veículos de ambas as marcas. As empresas estão investindo o total de US$ 85 milhões na empresa denominada Fuel Cell System Manufacturing LLC, cuja fábrica será situada dentro do complexo industrial da GM em Brownstown, no Michigan (Estados Unidos) e com início da produção previsto para 2020. A nova unidade deve gerar cerca de cem novos postos de trabalho.

Estrutura e organização da Joint-venture

A joint venture será operada por um conselho de administração composto por três executivos de cada empresa que incluirá um presidente em sistema rotativo.

O anúncio faz parte de um acordo firmado inicialmente em 2013 que estabeleceu o co-desenvolvimento para um sistema de célula de combustível com tecnologias de armazenamento de hidrogênio. Desde então, as montadoras integraram suas equipes de engenharia para compartilharem o projeto.

“Nos últimos três anos, engenheiros da Honda e da GM têm trabalhado como uma equipe, com cada empresa fornecendo know-how a partir de sua experiência única para criar a próxima geração de um sistema de células de combustível compacto e de baixo custo”, disse, diretor de operações e presidente da Honda para a América do Norte, Toshiaki Mikoshiba. “Este trabalho em equipe agora nos levará ao estágio de produção conjunta em massa de um sistema de células de combustível que ajudará cada empresa a criar novo valor para os nossos clientes a partir de seus veículos no futuro”.

Clean Energy Patent Growth Index

De acordo com o Clean Energy Patent Growth Index, a Honda lidera com o primeiro lugar no ranking em tecnologia de células de combustível: junto com a GM, terceira da lista, há mais de 2,2 mil patentes arquivadas entre 2002 e 2015.

célula de combustível
Funcionamento teórico de uma célula de combustível

“A implantação desta tecnologia nos veículos de passageiros criará opções de transporte mais diferenciadas e ambientalmente amigáveis para os consumidores”, disse o vice-presidente executivo de desenvolvimento global de produtos, compras e cadeia de fornecedores da GM, Mark Reuss.

Projeto da célula de combustível avança 

Atualmente, o projeto está em fase de redução de custo de desenvolvimento e produção a partir de economias de escala e fornecedores comuns. As empresas também estão em contato com governos e outras instituições para avançar na questão da infraestrutura de abastecimento. Em termos de produto, a Honda lançou em dezembro o modelo Clarity Fuel Cell, movido a célula de combustível. O carro foi apresentado no segundo trimestre de 2016 no Japão.