Chevrolet para de fabricar o Agile na Argentina

312

Dois anos após aposentar o Chevrolet Agile no Brasil, a General Motors anunciou o fim da produção do hatch na fábrica de Rosário, na Argentina. Lançado em 2009, o compacto foi fabricado exclusivamente no país vizinho e somou 347.054 unidades em seus sete anos em linha. O modelo nasceu do conceito Gpix, revelado no Salão do Automóvel de São Paulo de 2008.

Última unidade do hatch foi produzida no dia 23 de dezembro.

Agile na plataforma do Corsa

A GM investiu US$ 740 milhões para produzir o Agile, que posteriormente originou a segunda geração da picape Montana, que segue em produção no Brasil. Mas, inexplicavelmente, o hatch nasceu sobre plataforma adaptada do Corsa II, de 1994 — enquanto a Montana anterior usava estrutura mais moderna, derivada da terceira geração do Corsa, lançada por aqui em 2002.

Como produto, o Agile cumpriu muito bem seu papel nos primeiros anos, mas teve um final melancólico. Foi reestilizado em 2013 e saiu de linha um ano depois, ofuscado pelo sucesso do Chevrolet Onix, lançado no fim de 2012. O novo compacto foi tão bem aceito que “matou” até o Sonic, lançado em 2013 nas carrocerias hatch e sedã. O modelo mexicano saiu de cena junto com o Agile.

Com o fim do compacto, a fábrica de Rosário vai priorizar a produção do médio Cruze, que ganhou sua segunda geração neste ano, nas carrocerias hatch e sedã. O Brasil seguirá como principal destino do modelo.