Benelli 1200GT é revelada no salão de motos chinês CIMA

78

Benelli 1200GTBenelli 1200GT

A italiana Benelli apresenta no CIMA China International Motorcycle Trade Exhibition a tão aguardada novidade para 2021 para o segmento premium de alta cilindrada, a Grand Touring de três cilindros Benelli 1200 GT.

A Benelli é a mais antiga fabricante de motocicletas italiana em funcionamento e uma das mais antigas do mundo, atrás da Harley-Davidson e da Peugeot. Fundada pela família Benelli, atualmente é propriedade do grupo chinês Qianjiang, que também fechou negócio com outra tradicional marca italiana, a MV Agusta. Em 1967, Giovanni Benelli, um dos 6 irmãos fundadores da Benelli motos, fundou a Benelli armas, que atualmente é propriedade da Beretta.

Com os principais salões europeus cancelados ou adiados, a marca optou pelo salão chinês após 4 anos de rumores, para finalmente anunciar versão final da 1200 GT, a motocicleta de turismo de alta cilindrada que inaugura a entrada dos chineses no segmento.

O motor da Benelli 1200GT é derivado diretamente das Tornado e Tre-k, um três cilindros agora com 1.209 cm³ (antes 1.130 cm³) e potência declarada de 134 cv, capaz de levar a máquina a uma velocidade máxima de mais de 220 km/h. A aprovação do Euro 5 para a Europa permanece em dúvida, por isso inicialmente o modelo será comercializado apenas nos mercados asiáticos.

O sistema de frenagem da Brembo conta com pinças radiais e é completo com ABS desenvolvido pela Bosch, enquanto as suspensões contam com garfo dianteiro e amortecedor traseiro fornecidos pela Kayaba e as rodas calçam pneus de 17 polegadas.

A capacidade do tanque de combustível é de 22 litros, e é certo que, como uma Grand Touring que respeita os altos padrões de conforto, Benelli 1200 GT parece honrar o segmento com uma frente alta, larga e imponente, com um para-brisa grande e com ajuste elétrico , iluminação total LED, assento amplo e confortável, display TFT multicolorido, top case e malas integradas.

Não poderiam faltar o sistema de áudio, o sistema de monitoramento de pressão dos pneus e o sistema de ignição sem chave, enfim, todas as premissas para torná-la capaz de competir com as Grand Touring europeias, japonesas e americanas já estabelecidas. As Grand Touring custam em média US$ 25 mil. E esta ítalo-chinesa, vai custar quanto? E quando ela vai encarar a Europa e os Estados Unidos? E você, acredita numa máquina desta categoria desenvolvida e fabricada pelos chineses?