Exciter 155 é aposta arrojada da Yamaha para a Ásia

85
Yamaha Exciter 155
A carenagem dianteira lembra a da superesportiva R1, iluminação em LED, entrada de ar central e asa aerodinâmica. (Foto: MotoSaigon)

Yamaha Exciter 155

Yamaha Exciter 155 – A importância do mercado asiático para as marcas de motocicletas é ímpar, principalmente no segmento de baixa cilindrada e, diferente de nosso mercado, por lá há uma boa parte de investimentos em modelos diferenciados até 200 cm³ como a Yamaha R15, irmã menor da R3 ou a Honda CB 150 R, a menor das Neo Sports Café da marca da asa.

Talvez por conta da frequente customização nas motos de baixa cilindrada em diversos países da Ásia, como Tailândia e Vietnã, fábricas como Honda e Yamaha investem em modelos, que podem inclusive criar tendência, quanto a design e conceitos, como aconteceu recentemente com o Honda ADV 150.
Yamaha Exciter155
A posição de pilotagem deve ser agressiva, a contar pelo posicionamento das pedaleiras recuadas. (Foto: iMotorbike)

Todas as marcas jogam pesado e das pranchetas de seus engenheiros têm saído motocicletas muito bacanas, embora, a maioria possa ser inviável para as características de nosso mercado.

A Yamaha, faz alguns dias, apresentou no Vietnã a Exciter 155, uma moto que mistura o conceito Cub com o da motocicleta com uma mistura original e arrojada de design que traz muita inspiração das motos esportivas da marca.

A base utilizada de chassi e parte ciclo é a mesma da Yamaha R15, irmã da Yamaha R3, mas o desenho é espetaculoso. O protótipo da pequena Exciter 155 tem banco monoposto e a rabeta parace ter sido emprestada da superesportiva R1, assim como a carenagem frontal. Os dois pequenos faróis e a entrada de ar (Ram Air) entre eles também lembram a R1, já a asa aerodinâmica sob o conjunto parece vir da MotoGP.

Yamaha Exciter155
No protótipo o banco é monoposto e a rabeta tem corte aerodinâmico. (Foto: Motosaigon)

O motor é quase o mesmo monocilíndrico de 155 cm³, DOHC, 4 válvulas e refrigeração líquida da R15, porque rende 17,7 cv a 9.500 rpm, 1,3 cv a menos que no modelo esportivo. O câmbio é de seis marchas e a embreagem deslizante, pacote bem completo para uma 155 cm³, você não acha?

Yamaha EXCITER155
Para que o conceito ganhe as ruas alguns componentes te que ser desenvolvidos, o suporte de placa é um exemplo. (Foto: iMotorbike)

Os pneus slick montados neste conceito sugerem alto grau de esportividade, assim como o design, logicamente causam impacto visual, mas não podem ser utilizados nas ruas.
O sistema de freios utiliza os mesmos componentes da pequena esportiva R15 com um disco de 292 mm na dianteira e outro de 220 atrás. Nas imagens não é possível ver os sensores do sistema ABS nas rodas, mas o sistema deve ser incluído, caso o projeto seja levado adiante.

Yamaha Exciter155

A Exciter 155 é um conceito moderno e arrojado e nós achamos que  seria ótimo ter no Brasil modelos como este, mas as características de nosso mercado e os custos mais altos dos componentes que aparecem no projeto, para uma moto de baixa cilindrada, poderiam sabotar o projeto.

Você acha que a Yamaha do Brasil deveria trazer um modelo como este para o Brasil, mesmo que o preço fosse o de uma 250 cm³?