Motos somam quase 800 mil unidades até setembro

Alta no acumulado do ano passa de 14%; média diária de vendas sobe para 4,2 mil no nono mês

58

venda de motosVenda de motos

A venda de motos em setembro somou 87,7 mil unidades, registrando pequena queda de 1% em relação a agosto, que teve um dia útil a mais. Contudo, a média diária de vendas de um mês para outro saltou de 4 mil para 4,2 mil motocicletas. No acumulado do ano foram emplacadas 796,6 mil unidades, volume 14,4% mais alto que o do mesmo período do ano passado. Os números foram divulgados pela Fenabrave, entidade que reúne as associações de concessionários.


– Faça aqui o download dos dados da Fenabrave


 

É verdade que o acumulado até o primeiro semestre registrava alta mais consistente, de 16%, mas também é preciso lembrar que este é o segundo ano consecutivo de alta no setor, após seis anos seguidos de retração.

Embora a Fenabrave não tenha revisado para cima a projeção para motos como fez para os veículos pesados, é provável que os emplacamentos superem a previsão de 1,03 milhão de unidades até o fim do ano feita pela entidade em abril, já que a média mensal de 2019 está em 88,5 mil unidades.

Outro bom indicativo de que o mercado pode superar as projeções vem da Honda CG 160, a moto mais vendida do País. Os licenciamentos do modelo no acumulado do ano somam 228,5 mil unidades, volume 22,7% mais alto que o de iguais meses do ano passado.

Numa faixa mais alta de cilindrada também há outro exemplo significativo: a Yamaha YS 250 Fazer teve nestes nove meses 18,4 mil unidades emplacadas, 52,1% a mais pela comparação interanual.