2º Encontro com o Mercado de Graxas

277
Português
Español/Castellano
English

Encontro com o Mercado de Graxas

Encontro com o Mercado de Graxas

2º Encontro com o Mercado de Graxas, que ocorreu no dia 8 de novembro de 2022, no Hotel Travel Inn – Ibirapuera, em São Paulo, reuniu aproximadamente 150 participantes, com abordagem exclusiva sobre o mercado de graxas. A contribuição dos doze patrocinadores foi fundamental para o sucesso do evento, que trouxe além das novidades tecnológicas do segmento, informações relevantes sobre as principais questões que impactam os produtores de graxas no Brasil, passando desde as discussões sobre importação do Lítio e seus derivados, até os desafios com relação à segurança operacional de um planta de graxas, com a presença de grandes especialistas da área.

Após as boas-vindas da secretária da Editora Onze, Shirley Barbosa dos Santos, os diretores da empresa, Gustavo Zamboni e Pedro Nelson Belmiro, abriram o evento mencionando a importância de um evento que pela primeira vez reúne, presencialmente, a grande maioria dos agentes de mercado envolvidos com o mercado de graxas no país, lembrando que as opiniões e contribuições são sempre muito bem vindas para a formação de uma grade de palestras realmente voltada aos interesses desses participantes.

Pedro Nelson, que também é Editor-Chefe da revista Lubes em Foco mostrou alguns números de mercado frutos de uma pesquisa própria da revista junto ao mercado e consultores, e deu início aos trabalhos do evento, relembrando matéria da edição nº 3 da revista datada de outubro de 2007, falando da importância de uma aproximação entre os fabricantes de graxas do país para moralizar e desenvolver esse segmento.

Um painel esclarecedor

As discussões sobre o mercado brasileiro, foram elencadas e harmonizadas em um painel de debates, com as participações especiais do gerente de lubrificantes da Diretoria Executiva de Downstream do Instituto Brasileiro de Petróleo e Gás, o IBP, Sr. Giancarlo Passalacqua, e do atual coordenador da subcomissão de graxas do Instituto Brasileiro de Petróleo e Gás, o Consultor Técnico Manoel Honorato, tendo a coordenação do Pedro Nelson Belmiro.

A primeira questão tratada no painel foi a liberação pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis – ANP dos números de produção e venda de graxas lubrificantes, uma vez que esses valores já existem na base de dados do programa SIMP da agência, mas ainda não são abertos ao público. De acordo com Manoel Honorato, o mercado precisa conhecer esses números, pois impacta diretamente o mercado de óleos básicos, principalmente em um momento em que o Brasil não produz nem a metade desse insumo para atender suas necessidades internas e o planejamento de importação e consequentemente o suprimento do país recebe impacto direto dessa situação. Pedro Nelson lembrou que há mais de 15 anos o mercado vem solicitando essa liberação dos números de graxas e Giancarlo comentou que o IBP retomou esse pleito junto à ANP, e que já recebeu uma boa sinalização daquele órgão de que, pelo menos uma planilha será aberta ao mercado já no início de 2023.

Giancarlo comentou sobre as dificuldades do trabalho realizado junto ao Ministério de Minas e Energia, para uma liberação das importações de lítio e seus derivados, atualizando a plateia com as últimas informações, dando conta de que já foi inclusive realizada uma primeira importação, e que os aspectos legais estão sendo positivos. Manoel fez uma explanação sobre a competição enfrentada pelos produtores de graxas do país por matérias-primas e outros insumos como os ácidos graxos de palma e de soja, do óleo de mamona e até o sebo bovino, principalmente com o aumento da utilização de Biodiesel.
Outras informações relevantes, como a questão da atual norma NBR 12615 que discute a obrigatoriedade do uso de Líquidos Geradores de Espuma (LGE) nas instalações, foram trazidas ao público presente, com os painelistas relatando as discussões e ações tomadas no âmbito da Subcomissão de Graxas do IBP, que acompanha essa situação com muita atenção para defender a posição dos produtores de graxas.

Os desafios dos fabricantes, quanto a questões de segurança com relação a incêndios foram bem observados e caminhos importantes foram trazidos pelo especialista na questão, o Engenheiro Silmar da Silva Sendin, que também é Major da Reserva do Corpo de Bombeiros e consultor técnico do assunto.


Clique na imagem abaixo e leia a versão completa do artigo “2º Encontro com o Mercado de Graxas” na revista digital “LUBES EM FOCO – edição 87” :