Eletromobilidade: O Brasil está preparado?

Esse é o tema do 10º Simpósio SAE Brasil VEH, que acontece em formato 100% digital na próxima semana

189

Eletromobilidade

Eletromobilidade

Em formato 100% digital, o 10º Simpósio SAE Brasil de Veículos Elétricos e Híbridos está programado para os próximos dias 19 e 20, com o sugestivo tema “Eletromobilidade – o Brasil está preparado?”. O evento acontece sempre na parte da tarde, das 14h às 17h50.

O objetivo é mostrar o panorama atual e as perspectivas nos diversos modais de transporte, com palestras e debates sobre infraestrutura, capacitação de mão de obra, desafios para soluções globais e papel das empresas de energia. “As metas de redução das emissões de CO2 estão na pauta dos governos, da indústria e da academia de forma cada vez mais relevante e o 10º Simpósio VEH é o fórum ideal para compreendermos como a eletrificação pode contribuir para essas metas”, comenta Camilo Adas, presidente da SAE Brasil.

A engenheira Samantha Uehara, especialista em Tecnologia de Produto da Mahle, é a responsável pela condução do simpósio, que além dos assuntos já citados também vai discutir marcos regulatórios e incentivos para o desenvolvimento da eletromobilidade no País, além da gestão do ciclo de vida dos componentes aplicados aos novos sistemas elétricos e do e-Motorsport como estímulo ao desenvolvimento e práticas de novas tecnologias.

“O objetivo é provocar a análise e reflexão sobre como preparar o Brasil para a eletromobilidade no transporte em terra, mar e ar”, destaca Samantha. Na sua visão, a transformação da mobilidade em escala global envolve novas práticas econômicas e critérios rígidos de responsabilidade ambiental, social e de governança, que impulsionam o surgimento de novas soluções tecnológicas com elevado conteúdo mecatrônico.

O ideal, segundo ela, é que o Brasil discuta como fazer a transição do powertrain clássico, com motor de combustão interna, para o eletrificado, passando pela hibridização e a utilização de biocombustíveis. Nesse contexto, o etanol brasileiro ganha força, por serum combustível bem menos poluente do que gasolina/diesel.

Serão quatro painéis nos dois dias do evento, com palestras proferidas por especialistas, além de quatro equipes atuantes nas competições dos programas estudantis da SAE Brasil em categorias elétricas – Fórmula SAE e H2 Challenge Ballard SAE, que contarão um pouco da experiência extra curricular adquirida com a prática do desenvolvimento dos projetos dos carros.

Na terça-feira, 19, o primeiro painel é “A tríplice hélice está girando para eletrificação?, ocasião em que serão abordados temas da eletrificação na linha V do ROTA 2030, o cenário automotivo brasileiro na nova mobilidade e a contribuição da universidade nessa área. O segundo painel – “Modais sustentáveis Terra, Mar e Ar” enfocará os avanços da eletrificação nos diversos tipos de transporte.

A quarta-feira, 20, começa com o painel “E-Products: Sistemas e componentes da Eletromobilidade”, que destacará a eletrificação de veículos comerciais e novos dispositivos para a mobilidade elétrica. O painel “Ciclo de vida e sustentabilidade das baterias”.


Foto: Divulgação/Nissan