Importação brasileira de óleos básicos bate recorde histórico em fevereiro

513

Importação brasileira de óleos básicosImportação brasileira de óleos básicos

Importação brasileira de óleos básicos – O mês de fevereiro de 2021 apresentou o maior volume de importação de óleos básicos da história do país para um único mês, com um total de 126.804 metros cúbicos. O mês de janeiro havia apresentado um volume de 64.505 m3., que já é muito acima da média mensal histórica, fazendo dessa forma com que a soma dos dois primeiros meses também seja recorde.

Se compararmos com o volume importado em janeiro e fevereiro deste ano com os dois primeiros meses de 2020, temos um aumento impactante de 183% nas importações de básicos.

Os Estados Unidos, como de costume, foram responsáveis pelo envio de 73% dos óleos básicos importados pelo Brasil, nesses dois primeiros meses, seguidos de longe pela Coreia do Sul com 6,4% e da Malásia com 3,5%, além de outros. O valor total das importações de básicos nesse período ultrapassou a cifra de US$ 120 milhões.

A expectativa do mercado é que o volume de óleos básicos importados aumente bastante este ano, pois a REDUC, única refinaria que ainda produz básicos no Brasil, e somente do grupo I, já anunciou que pretende paralisar um dos seus dois trens de produção.

Em 2020 o Brasil gastou US$ 371,15 milhões para importar cerca de 48% de suas necessidades de óleo básico, ficando a produção das refinarias com 34% e a indústria do rerrefino completando os 18% da demanda nacional.

Revista Lubes em Foco