Incêndio de grandes proporções na segunda maior refinaria da Exxon nos EUA

204

refinaria da exxon

Um incêndio na quarta-feira, dia 12 de fevereiro, reduziu a produção na segunda maior refinaria da Exxon dos EUA, em Baton Rouge, Louisiana,  de 502.500 barris por dia.  Nenhuma lesão foi registrada por causa do incêndio que explodiu em um gasoduto pouco antes da meia-noite de terça-feira e queimou por cerca de sete horas na quarta-feira, disseram as fontes.

A Exxon Mobil Corp não tem um cronograma para reiniciar as unidades produtoras de combustível, disseram fontes, enquanto a paralisação aumentou os preços da gasolina na quinta-feira.

Algumas unidades permanecem em operação na refinaria da Exxon, incluindo uma unidade de destilação de óleo cru (CDU), uma unidade de craqueamento catalítico fluido (FCC) para produção de gasolina e uma unidade de Coque, disseram as fontes.

As chamas afetaram os tubos colocados em racks de 15 metros no ar e forçaram o fechamento de várias unidades na refinaria de petróleo e na fábrica de produtos químicos adjacentes, disseram as fontes.

Incêndio forçou desligamento de unidades na refinaria da Exxon

O incêndio forçou o desligamento de três CDUs e uma FCCU, mas ficou confinado ao feixe de tubos onde estourou.

As operações na refinaria e na fábrica de produtos químicos continuam, disse o porta-voz da Exxon, Jeremy Eikenberry, na quinta-feira. A Exxon estava cumprindo compromissos contratuais e esperava cumprir todos os compromissos com os clientes, disse ele.

As CDUs são o coração do processo de refino, fornecendo a decomposição primária do petróleo bruto em matérias-primas de hidrocarbonetos que outras unidades de produção convertem em combustíveis para motores e matérias-primas para plásticos.

Os comerciantes da Bolsa Mercantil de Nova York atribuíram um salto no futuro da gasolina desde quarta e quinta-feira ao impacto combinado de uma interrupção da unidade de FCC na semana passada na refinaria Phillips 66 Bayway em Linden, Nova Jersey, e o incêndio de Baton Rouge.

Os contratos futuros de gasolina dos EUA na Bolsa Mercantil de Nova York subiram 0,18%, ou 0,28 centavos a US $ 1,5838 por galão na quinta-feira. Na quarta-feira passada, subiu 4,4%, ou 6,68 centavos.