Fluidos hidráulicos resistentes ao fogo

Uso e aplicações

613
Português
Español/Castellano
English

Fluidos hidráulicos resistentes ao fogo

Fluidos hidráulicos resistentes ao fogo

Fluidos hidráulicos resistentes ao fogo – Quando houver a possibilidade de um fluido para uso em sistemas hidráulicos entrar em contato com uma fonte de ignição ou superfície metálica muito quente de um equipamento, pode-se utilizar, nestas situações, fluidos hidráulicos resistentes ao fogo. O risco potencial de incêndio por vazamento de fluido hidráulico existe em aplicações em que sistemas hidráulicos estejam localizados próximos a operações de fundição sob pressão, fundição contínua, laminação de aço, fornos, prensas de forjamento etc.

Controles eletro-hidráulicos (EHC) utilizados para regular o fornecimento de vapor para turbo-geradores são aplicações em que altas pressões e elevadas temperaturas demandam o uso de fluidos resistentes ao fogo como forma de reduzir-se o potencial de perigosos e custosos incêndios.

Ésteres fosfatados são os fluidos mais comumente utilizados em controles eletro-hidráulicos (EHC) em sistemas de regulagem de turbinas a vapor. Porém, muitos outros tipos de fluidos resistentes ao fogo podem ser usados em variados tipo de aplicações. Visto que nem todos os fluidos resistentes ao fogo são compatíveis uns com os outros, cuidados especiais devem ser tomados quando houver a substituição de um fluido resistente ao fogo por outro.


Clique na imagem abaixo e leia o artigo “Fluidos hidráulicos resistentes ao fogo” completo na revista digital “LUBES EM FOCO – edição 85” :



Mas, o que é um fluido resistente ao fogo? Fluidos resistentes ao fogo são lubrificantes especialmente formulados de forma a resistir muito melhor a entrar em ignição e a não propagar uma chama a partir de uma fonte de ignição. Fluidos resistentes ao fogo não devem ser confundidos, porém, com fluidos à prova de fogo visto que podem entrar em ignição e manter uma chama sob condições específicas.

Existem vários tipos de fluidos resistentes ao fogo e eles são classificados, de forma geral, da seguinte maneira:

  • Emulsões óleo em água.
  • Soluções polímero e água.
  • Anidros sintéticos.

A International Standards Organization (ISO) classifica os fluidos resistentes ao fogo da seguinte maneira:

    • HFAE: emulsões água em óleo com típicos mais de 80% de conteúdo de água.
    • HFAS: fluidos aquosos sintéticos com típicos mais de 80% de conteúdo de água.
    • HFB: emulsões água em óleo com típicos mais que 40% de conteúdo de água.
    • HFC: soluções de polímeros em água com típicos mais que 35% de conteúdo de água, também conhecidos soluções de glicol, soluções de polialquileno glicol ou soluções de água e glicóis.
    • HFDR: fluidos anidros sintéticos compostos de ésteres fosfatados.
    • HFDU: fluidos anidros sintéticos que não sejam ésteres fosfatados (ex. polióis ésteres, polialquilienos glicóis etc.).

E se houver a necessidade de se efetuar a conversão para fluidos resistentes ao fogo ? Há procedimentos detalhados disponíveis para a maioria das situações.

A International Standards Organization (ISO) descreve, em particular, a conversão para 04 situações:

  1. Conversão de um óleo de base mineral para um fluido resistente ao fogo à base de água (HFAE, HFB ou HFC).
  2. Conversão de um óleo de base mineral para fluido resistente ao fogo anidro sintético (HFDR ou HFDU).
  3. De um fluido resistente ao fogo à base de água (HFAE, HFB ou HFC) para fluidos resistentes ao fogo anidros sintéticos (HFDR ou HFDU).
  4. De fluidos resistentes ao fogo anidros sintéticos (HFDR ou HFDU) para fluidos resistentes ao fogo à base de água (HFAE, HFB ou HFC).