VW confirma novo ciclo de investimentos no Brasil

Pablo Di Si diz à Reuters que o CEO mundial virá ao Brasil para fazer o anúncio oficial que definirá o futuro de Gol e Voyage

115
VW confirma ciclo de investimentos
VW confirma novo ciclo de investimentos no Brasil
Pablo Di Si, presidente da Volkswagen para a América do Sul

VW confirma ciclo de investimentos

Em entrevista concedida à agência Reuters, o CEO da Volkswagen para a América do Sul, Pablo Di Si, confirmou nesta sexta-feira, dia 7, que a montadora fechou um compromisso para lançar um novo ciclo de investimentos no Brasil.

“Definimos [o investimento] e já paramos a produção em nossa fábrica em Taubaté para preparar a nova plataforma”, disse Pablo Di Si. O executivo não deu detalhes sobre valores e datas do novo aporte, porém adiantou que o plano será anunciado oficialmente pelo presidente mundial da VW, Herbert Diess, que deve vir ao Brasil no fim do ano .”O investimento vai reforçar nosso portfólio de produtos como uma das marcas mais importantes em termos de participação de mercado”, afirmou Di Si à Reuters.

Esse anúncio deve acabar com a grande dúvida do mercado sobre o futuro da linha Gol e Voyage, que são produzidos na fábrica de Taubaté. Em 2019, o Sindicato dos Metalúrgicos de Taubaté havia confirmado que a vida útil das plataformas de Gol e Up! seriam encerradas em 2021. De fato, este ano o Up! saiu de linha, mas Gol e Voyage oficialmente continuam à venda. Fontes da indústria, porém, garantem que estes dois ganharão sucessores.

O que está confirmado por enquanto é a produção da versão mais barata do Polo, que vem sendo chamada de Polo Track. Quanto à nova geração do Gol, carro mais vendido da marca na América Latina, ele poderá ser fabricado sobre variação da plataforma MQB (a mesma de Polo, Virtus, T-Cross e Nivus) com redução de custos e maior nacionalização de componentes.

Acompanhando uma tendência mundial, a Volkswagen do Brasil tem investido cada vez mais em SUVs, que são modelos mais caros e com maior margem de lucro maior do que os compactos como Gol e Voyage. “É uma tendência que só vai se acelerar”, disse Pablo Di Si à Reuters. “Não é que o segmento de entrada vá desaparecer, mas podemos ver como o segmento está se tornando drasticamente menor.”

O ciclo de investimento atual da Volkswagen teve início em 2016 com um valor anunciado de R$ 7 bilhões. Faz parte desse ciclo seu próximo lançamento, o SUV Taos, o mais importante da marca na América Latina este ano, o último do programa de 20 lançamentos da montadora iniciado em 2017. As vendas no Brasil começam no fim de maio.

Esse investimento de R$ 7 bilhões da Volkswagen é uma parte dos R$ 44 bilhões que a indústria automotiva aportou no Brasil no período de 2017 a 2025, como já mostrou a reportagem de Automotive Business.

#portallubes #lubrificantes #graxas #carros #automóveis #Motos #motocicletas #caminhões