Consultoria revisa para cima as projeções do mercado de veículos pesados

Consultoria Power Systems Researh revisa para cima as projeções do mercado de veículos pesados

37

projeções do mercado de veículos pesadosProjeções do mercado de veículos pesados

A Power Systems Research revisou para cima sua previsão de produção de caminhões e ônibus no Brasil em 2020, que pode chegar a 96 mil unidades. Na primeira projeção divulgada com exclusividade por Automotive Business em abril, a consultoria havia previsto a fabricação de até 87 mil veículos comerciais pesados, considerando os primeiros impactos da pandemia de coronavírus na indústria nacional e seus efeitos.

Se o volume se consolidar, representará uma queda de 31,4% sobre os 144 mil caminhões e ônibus montados em 2019.

Com esta produção, a Power Systems Research espera que as vendas de veículos de carga possam atingir as 85 mil unidades, entre caminhões e ônibus. A estimativa é muito mais otimista do que a das próprias fabricantes reunidas pela Anfavea, que preveem a venda de 75 mil unidades, sendo 65 mil caminhões e apenas 10 mil ônibus.

Embora a consultoria aponte uma melhora dos seus números para 2020, eles ainda indicam queda com relação ao ano passado, uma vez que o mercado em geral está sendo fortemente impactado pelos efeitos da crise gerada pela pandemia de coronavírus.

A recuperação dos mercados e um novo patamar de crescimento só devem ser registrados no ano que vem. Para 2021, a PSR não alterou seus números. As previsões apontam para a produção de 133 mil caminhões e ônibus e a venda de 117 mil veículos pesados.

MÁQUINAS AGRÍCOLAS E DE CONSTRUÇÃO

 

A revisão da projeção também chegou para o mercado de máquinas agrícolas. A Power Systems Research aponta que a produção do setor pode atingir as 55 mil unidades em 2020 conta previsão anterior de 51 mil, sendo impulsionada pelo mercado interno.

Com isso, o País deve consumir algo em torno de 52 mil máquinas, em parte, graças ainda ao bom desempenho esperado pelo agronegócio neste ano, que prevê mais um recorde de safra de grãos e maior área de plantio. A expectativa é de que o novo Plano Safra também seja anunciado com juros menores.

Na projeção de abril, os números indicavam a venda de 48 mil máquinas destinadas ao campo. Para 2021, as projeções seguem inalteradas, sendo 62 mil unidades produzidas e 57 mil em vendas.

No segmento de máquinas de construção, a PSR manteve os mesmos números divulgados anteriormente em abril, com a produção de 20 mil unidades e a venda de 14 mil em 2020, enquanto 2021, deve haver recuperação para 24 mil e 18 mil, respectivamente.