Honda desenvolve respirador com Universidade do Amazonas

Aparelho será usado para atender emergências no transporte de pacientes com deficiência respiratória

76

Respirador artificialRespirador artificial

A Moto Honda da Amazônia irá ajudar no desenvolvimento de um protótipo de respirador artificial para atender emergências no transporte de pacientes com deficiência respiratória, com o objetivo de atender ao provável aumento de demanda desse tipo de atendimento causada pela disseminação no País da Covid-19, doença causada pelo coronavírus. A empresa assinou na sexta-feira, 3, um termo de cooperação técnica com o Governo do Amazonas e a Universidade do Estado do Amazonas para desenvolver o aparelho.

Segundo a Honda, o desenvolvimento do protótipo do respirador começa já neste mês de abril. Para isso foi criado um grupo de trabalho formado por engenheiros da empresa em Manaus e pesquisadores da Universidade do Amazonas.

“É uma honra poder contribuir com a sociedade nesse período extremamente desafiador. A equipe está engajada em absorver todo o conhecimento técnico sobre esses equipamentos e, claro, poder agregar ao projeto o conhecimento da Moto Honda no desenvolvimento e fabricação de motocicletas. Não é a nossa expertise desenvolver respiradores, mas tratando-se de uma causa tão nobre, empenharemos todos nossos esforços para a concretização desse projeto”, afirma Julio Koga, vice-presidente industrial da Moto Honda da Amazônia.

FORÇA TAREFA PARA REPARAR RESPIRADORES

A Moto Honda da Amazônia também irá apoiar a iniciativa conjunta de manutenção de respiradores que estão fora de operação no Amazonas para serem utilizados por pacientes acometidos pela Covid-19.

Como já fizeram GM, FCA, Ford e outras empresas, a Honda Automóveis do Brasil também passou a integrar a força-tarefa para reparar respiradores artificiais inoperantes, coordenada pelo Ministério da Economia e Senai. Estima-se que cerca de 3,6 mil equipamentos estejam fora de uso no País.

Segundo a Honda, cerca de 30 profissionais em conjunto com parceiros externos já trabalham em uma área na planta de Sumaré, interior de São Paulo, com estrutura especialmente montada para coletar, higienizar, identificar e solucionar o defeito de respiradores. Após consertados, os aparelhos são calibrados e, no caso da Honda, testados pela LAC Medic, especializada em manutenção hospitalar. A empresa irá atender a demanda de cidades próximas à sua unidade fabril e já reparou o primeiro equipamento. Além dessa medida, a Honda Automóveis está doando pulverizadores costais à Prefeitura de Sumaré para a higienização e desinfecção de áreas públicas. A iniciativa foi complementada com a doação de 2 mil máscaras de proteção individual e cestas básicas, que seguem para Fundo Social de Solidariedade do município.