fornecimento de lítio: Livent restringe o fornecimento devido ao Coronavirus

70
Fornecimento de lítio
Área de extração de sal em uma planície onde o lítio é extraído. – Foto: Matyas Rehak/Adobe Stock

Fornecimento de lítio

A fornecedora de lítio Livent Corp. suspendeu as operações em suas duas instalações argentinas, para estar de acordo com uma quarentena nacional obrigatória destinada a conter a propagação do Covid-19. Enquanto isso, a empresa suspendeu todos os trabalhos de expansão de capital, incluindo um projeto de hidróxido de lítio nos Estados Unidos e um projeto de carbonato de lítio na Argentina, de acordo com um anúncio divulgado na semana passada.

A empresa está buscando uma isenção para permitir a retomada das operações em suas duas instalações na Argentina. Uma é a mina de salmoura de lítio Salar del Hombre Muerto, em Catamarca e a outra é a fábrica de Guemes, em Salta, que processa salmoura de Salar del Hombre Muerto em cloreto de lítio.

O cloreto de lítio é uma das matérias-primas usadas para produzir compostos de lítio de alto desempenho, que são utilizados em baterias de veículos elétricos, entre outras aplicações, e para fazer sabões de lítio que espessam mais de dois terços das graxas lubrificantes do mundo.

Em 19 de março, o governo da Argentina promulgou um decreto de emergência que ordenou uma quarentena nacional de 20 a 31 de março. “Após a emissão deste decreto do governo, a Livent iniciou o processo de interromper as operações e mover com segurança funcionários e prestadores de serviços da montanha onde o Salar del Hombre Muerto está localizado”, disse a Livent em um comunicado de imprensa, observando que foi um processo de vários dias.

Em 20 de março, o governo emitiu um segundo decreto permitindo certas excessões à quarentena. “A Livent acredita que se qualifica para uma excessão, de acordo com este segundo decreto e está trabalhando em estreita colaboração com as autoridades provinciais e federais para obter uma autorização que permitiria que as operações fossem retomadas”, afirmou a empresa.

A Livent também observou que optou por suspender todo o trabalho de expansão de capital globalmente, citando as restrições práticas significativas resultantes de ações tomadas pelas autoridades em todo o mundo, em resposta à pandemia de coronavírus. “A Livent pretende reiniciar esses projetos o mais rápido possível e permanece comprometida com seus planos de expansão a longo prazo”, afirmou a empresa.

A apresentação de resultados da empresa no quarto trimestre de 2019, lançada em 20 de fevereiro, incluiu atualizações sobre a expansão da capacidade de carbonato de lítio na Argentina e uma expansão da capacidade de hidróxido de lítio nos Estados Unidos. O projeto de expansão na Argentina incluiu infraestrutura em andamento este ano e unidades modulares de carbonato que devem ser instaladas no início de 2021.

Unidades modulares de hidróxido para a expansão da capacidade de hidróxido de lítio nos EUA estavam em construção e estavam programadas para começar a operar em meados de 2021. Segundo o site da Livent, sua instalação de fabricação em Bessemer City, Carolina do Norte, é a maior e mais diversificada, produzindo hidróxido de lítio, entre outros produtos.

A empresa também possui instalações de fabricação em vários outros locais: Bromborough, na Inglaterra; Telengana, na Índia e Zhangjiagang, na China. Além disso, uma instalação em Jiangsu, na China, produz hidróxido de lítio para a Livent, sob acordo de licença de fabricação.