Falso Brinelling: um desgaste peculiar

75

Marcos Thadeu Lobo

Engenheiro Mecânico Graduado Pela Universidade Estadual De Campinas ( Unicamp ) em 1985. Ingressou na Petrobras Distribuidora S/A em 1986 como profissional de Suporte Técnico em Produtos. E atualmente exerce a função de Consultor Técnico Sênior.

Html code here! Replace this with any non empty text and that's it.

Caso motores elétricos ou geradores de energia elétrica com mancais de rolamento lubrificados a óleo ou graxa necessitem ser armazenados por longo período de tempo, vibrações normalmente existentes no meio de armazenamento podem causar um tipo peculiar de desgaste conhecido como “falso brinelling”.

Figuras 1/2 – Motores elétricos e geradores em inatividade: “falso brinelling”

Quando ocorre o falso brinelling

O “falso brinelling” ocorre quando a película de lubrificante protetora é eliminada por causa de vibrações transmitidas pelo meio se propagam através do contato metal com metal entre as pistas dos anéis (interno e externo) e elementos rolantes dos mancais de rolamento.

falso brinellingFiguras 3/4/5 – Exemplos de “falso brinelling” em pistas e elementos rolantes

Para prevenir este tipo de desgaste sugere-se girar manualmente, se possível, o eixo dos motores elétricos e geradores de energia elétrica inativos ao menos uma vez por mês com vistas a deixá-los em diferentes posições de maneira a assegurar-se a permanência de uma película lubrificante protetora entre os elementos rolantes e as pistas dos anéis (interno e externo).

A título de informação gostaria de abordar brevemente sobre graxas à base de poliuréia visto serem bastante eficientes na lubrificação de mancais de rolamento de motores elétricos e geradores de energia elétrica. A poliuréia não é boa condutora de energia elétrica de forma que, havendo eventual vazamento de graxa para os enrolamentos dos motores elétricos e geradores de energia elétrica, o risco de avaria curto-circuito reduz-se substancialmente.

Figuras 6/7 – Graxas à base de poliuréia para uso em mancais de rolamento

As graxas à base de poliuréia mantém a sua consistência em uso por longos períodos permitindo que os intervalos de relubrificação sejam bastante aumentados ainda que sob elevadas temperaturas de operação.

Figuras 8/9 – Graxas à base de poliuréia: maiores intervalos de relubrificação