Wallk street fecha em baixa com guerra comercial

45

bolsas de valoresBolsas de valores

NOVA YORK (Reuters) – As principais bolsas de valores dos Estados Unidos fecharam em baixa nesta terça-feira, depois de começarem o dia em alta, com a probabilidade de prolongada guerra comercial entre EUA e China mais uma vez contendo o apetite por risco.

O índice Dow Jones .DJI caiu 0,93%, para 25.348 pontos. O S&P 500 .SPX perdeu 0,85%, para 2.802 pontos. E o Nasdaq Composto .IXIC cedeu 0,39%, para 7.607,35 pontos.

Na segunda-feira, o presidente norte-americano, Donald Trump, afirmou que ainda não está pronto para chegar a um acordo com a China, ainda que espere que um pacto possa ser alcançado no futuro. Uma crescente disputa tarifária entre os países elevou preocupações de que a guerra comercial possa acarretar uma desaceleração econômica mundial.

“O mercado se segura bem, mas então as ‘mãos da fraqueza’ assumem o comando no final do dia”, disse Ryan Detrick, estrategista sênior de mercado da LPL Financial.

A confiança do consumidor nos EUA saltou em maio, com famílias mais otimistas a respeito do mercado de trabalho, ainda que economistas digam que os sinais fortes provavelmente não capturaram totalmente o impacto da batalha comercial entre os norte-americanos e chineses.

A maior parte dos 11 setores da S&P ficaram no vermelho, com apenas os serviços de comunicação .SPLRCL na área positiva.

O setor tecnológico, que já registra recuo de 7,3% neste mês, devolveu ganhos de mais cedo e foi em direção ao caminho negativo, apesar de um avanço de 4,72% na Total System Services (TSS.N).

A Global Payments (GPN.N) afirmou que irá comprar a empresa de tecnologia por cerca de 21,5 bilhões de dólares em ações. Seu índice cedeu 3,04%.

Já as ações da Advanced Micro Devices (AMD.O) avançaram 9,80%, depois de a companhia revelar novos chips para competir por uma parcela do mercado com a Intel (INTC.O), que caiu 2,24%.