Surge um produtor de grupo III no mercado americano

248
Surge um produtor de grupo III no mercado americano
Surge um produtor de grupo III no mercado americano – Planta de Grupo III da Calumet Specialty Product Partners, L.P. em Shreveport, Louisiana

A Calumet Specialty Products Partners L.P. anunciou na segunda-feira que começou a fabricar óleo básico API Group III em sua fábrica em Shreveport, Louisiana, e se tornou o único produtor de Grupo III de primeiro refino produzido nos Estados Unidos neste momento.

Produtor de grupo III no mercado americano

O novo básico Group III de 4 centiStoke, comercializado como Calpar 4GIII, tem um índice de viscosidade típico de 123, de acordo com uma folha de dados do produto no site da Calumet. A companhia disse que seu produto do grupo III é projetado para o uso em formulações de óleo de motor para melhorar o consumo de combustível, para reduzir as emissões e para estender intervalos do dreno da mudança de óleo.

A empresa não divulgou a capacidade da planta de Grupo III, a tecnologia que utiliza para fazer o Grupo III, e nem o impacto dessa mudança de operação sobre o rendimento total da planta.

Stephen B. Ames, da SBA Consulting, Pepper Pike, Ohio, explicou que a Calumet deve ser capaz de produzir o Grupo III em sua planta de óleo de base Shreveport, aumentando a severidade da unidade de hidroconversão instalada lá em 2008. “Deve ser uma despesa  comparável a de produzir um Grupo II com uma perda de rendimento significativa “, Ames disse a um repórter.

América do Norte

Ele observou que com a América do Norte inundada em óleos leves do Grupo II que não podem ser vendidos, exceto com um desconto significativo, pode fazer sentido econômico para, alternativamente, se produzir o Grupo III.

Surge um produtor de grupo III no mercado americano
Surge um produtor de grupo III no mercado americano

“A Calumet está produzindo um grau de viscosidade de 4cSt, do Grupo III. Ele não terá aprovações API ou de um OEM e, portanto, tem limitada comercialização. Sem a plena aprovação do API e aprovações de OEMs, eles provavelmente enfrentarão resistências de muitos dos principais misturadores norteamericanos, e terão de vender com um grande desconto,em comparação com os óleos de grupo III totalmente aprovados, com os da Neste e SK. Eu veria a sua utilização voltada para seus próprios lubrificantes (Royal Purple e Bel-Ray) evitando assim a compra externa de Grupo III. Os volumes serão pequenos “, confirmou Ames.

Analista faz suas ponderações

Minor Cline, analista industrial da Freedonia, empresa de pesquisa com sede em Cleveland, observou que as refinarias de óleos básicos nos EUA têm se concentrado historicamente nos óleos básicos dos Grupos I e II, deixando os misturadores de lubrificantes dependentes das importações para suas necessidades de Grupo III.

“Esperávamos que os refinadores dos EUA começassem a produzir o Grupo III, mas parece estar acontecendo mais rapidamente do que supúnhamos “, disse Cline a um repórter. “A crescente preferência por lubrificantes de alta qualidade, particularmente para aplicações automotivas, está fazendo com que a demanda por óleos de base do Grupo III nos EUA aumente mais rapidamente do que a demanda para o Grupo I ou Grupo II”.

O analista observou que os óleos do Grupo III produzidos no mercado interno têm a oportunidade de competir, na questão dos custos, com óleos básicos importados. “Ao formular seus lubrificantes premium com seus próprios óleos básicos do Grupo III, a Calumet poderá controlar e reduzir seus próprios custos”, ressaltou Cline. “Se a empresa usar também os óleos do Grupo III para venda externa, terá a vantagem de ser um dos primeiros a entrar no mercado”.

Em seu comunicado à imprensa, a empresa disse que sua equipe interna de pesquisa e desenvolvimento e técnicos de refinação projetaram seu óleo básico para atender aos requisitos do American Petroleum Institute (API) para Grupo III.

“A adição da produção do Grupo III à nossa lista de produtos, em Shreveport, demonstra o compromisso da Calumet em manter o atual mercado em evolução”, disse Bill Anderson, Vice-Presidente Executivo de Vendas, em comunicado à imprensa. “Esse lançamento amplia e aprimora nosso portfólio, que agora inclui produtos do Grupo I, Grupo II, Grupo III e Grupo V.”

Refinaria de Shreveport

A Calumet possuiu a refinaria de Shreveport desde maio de 2001, quando comprou a instalação da Pennzoil-Quaker. Em 2008, a Calumet completou uma expansão de US $ 350 milhões que elevou a capacidade do Grupo II para 7 mil barris por dia, e aumentou a capacidade do Grupo I em cerca de 37% para 4.800 b/d. Antes do lançamento do Grupo III, a fábrica produzia dois cortes do Grupo I e quatro do Grupo II.

A América do Norte é uma das maiores regiões consumidoras do Grupo III, mas importa muito mais do que outras. A América do Norte anualmente consome entre 1,1 milhão de toneladas métricas e 1,2 milhão de toneladas do Grupo III, de acordo com Ames. Isso equivale a 16 ou 17 por cento da capacidade global do Grupo III, conforme relatado no Guia 2016 da Lubes’n’Greases para a Refinação Global de Petróleo Básico.

A região detém apenas 3% da capacidade de produção do Grupo III no mundo – a maior parte da planta Holly Frontier da Petro-Canada, nas unidades do Grupo II e III em Mississauga, Ontário, que tem capacidade para produzir 195.000 t/ano. A Rerrefinadora Avista Oil afirma ter capacidade para produzir 8.000 t ano do Grupo III em sua refinaria em Peachtree, Geórgia.

Produtor de grupo III – novos players

A Puralube e a NexLube Tampa estão construindo uma rerrefinaria na Flórida, que está programada para entrar em operação até o final de 2018, com 1.040 a 1.170 b/d de capacidade de produção de Grupo III.