Aumenta o número de empresas aderindo ao EELQMS

171

O número de empresas de lubrificantes que assinaram a Carta de Conformidade confirmando o compromisso de seguir os requisitos do Sistema de Gestão da Qualidade Europeia para os Lubrificantes de Motor (EELQMS) aumentou 20%, desde o início deste ano, de acordo com a Associação Técnica da Indústria Europeia de Lubrificantes – ATIEL. Embora voluntário, este é o único sistema que pode ser usado para assegurar o desempenho nas sequências de testes da ACEA.

As especificações da ACEA (Associação dos Construtores Europeus de Automóveis) estabelecem os requisitos mínimos de desempenho para os lubrificantes utilizados em diferentes categorias de motores automotivos, e assim permitem que os comerciantes de lubrificantes incluam essas alegações de desempenho nos rótulos de seus produtos .

No total, cerca de 132 fabricantes de lubrificantes, tanto da Europa como de outras regiões, já assinaram e apresentaram a carta compromisso para ATIEL, que administra o EELQMS em nome das principais partes interessadas da indústria no sistema de qualidade.

Entre os novos signatários de 2016 estão empresas de lubrificantes sediadas na Argentina, China, Israel, Arábia Saudita, Singapura e Tailândia, demonstrando o crescente alcance global tanto das especificações europeias de desempenho como do EELQMS.

O EELQMS foi desenvolvido conjuntamente pela ACEA, a ATIEL e o ATC (Comité técnico dos fabricantes de aditivos na Europa). Abrange vários padrões de qualidade, métodos e procedimentos de teste, juntamente com os códigos de prática da indústria as exigências das sequências ACEA.

Nos últimos 18 meses, a ATIEL, cujo código de prática faz parte do núcleo do EELQMS, intensificou a promoção e formação em torno do sistema de qualidade, como parte dos esforços para melhorar a consciência e compreensão do seu papel em tornar válidas as reivindicações de desempenho ACEA, e salvaguardar a qualidade dos lubrificantes para motores no mercado.

ATIEL informou a adesão de 22 novos signatários da Carta de Conformidade, nos primeiros seis meses de 2016, em comparação com 26 nos últimos 12 meses.

Fonte: Fuels and Lubes