Petrobras aumenta em até 50% produção no ES

69

A Petrobras informa que planeja instalar, no segundo semestre, novos sistemas de elevação artificial em poços nos campos de Jubarte e Baleia Anã, localizados na área conhecida como Parque das Baleias, na porção da Bacia de Campos localizada no estado do Espírito Santo.  A entrada em operação desses equipamentos vai permitir um incremento de até 50% na produção desses poços.

Cada sistema é composto por um equipamento alojador (skid) e pela bomba centrífuga (BCSS). A instalação das bombas em skids é um desenvolvimento tecnológico da empresa, que permite realizar eventual manutenção ou substituição de bomba com impacto mínimo na produção.

A Petrobras depositou pedido de patente no Instituto Nacional de Propriedade Industrial (INPI) para proteção da tecnologia. A FMC Technologies foi a responsável pelo detalhamento e fabricação do skid.

Já a BCSS, para utilização no Parque das Baleias, foi fabricada pela Schlumberger. A solução foi relacionada como uma das finalistas do Prêmio ANP de Inovação Tecnológica deste ano, promovido pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustível – ANP.

Ao todo, serão instalados cinco novos módulos (skid e BCSS) em poços da região. O primeiro e segundo módulo já estão em operação. O terceiro foi instalado neste mês e o quarto será instalado em agosto. Todos estarão operando até o final deste ano. O quinto módulo ainda está em fase de planejamento, sem data definida.

Antes da entrada dos novos sistemas era usado o gas-lift, que é um método de elevação artificial largamente utilizado na indústria de petróleo em campos maduros ou onde se quer simplesmente aumentar a produção. O método consiste na injeção de gás natural num determinado ponto da coluna de produção, que reduz a pressão requerida no fundo do poço para o petróleo atingir a superfície.

Produção – O Parque das Baleias apresentou excelentes resultados em 2015 e foi uma das áreas mais importantes para a companhia superar a meta de produção diária de 2,125 milhões de barris de petróleo naquele ano. No primeiro semestre de 2016, a produção da área foi superior a 300 mil barris de petróleo por dia, em média.

Fonte: Petrobras