Motos têm o pior mês desde outubro de 2005

83

O setor de motos fechou maio com 86,5 mil unidades emplacadas. Foi o pior mês não só do ano, mas também o mais minguado desde outubro de 2005. O acumulado de 2016 teve 466,1 mil licenciamentos, volume 13,8% menor que nos mesmos cinco meses de 2015. Os números foram divulgados pela Fenabrave, federação que reúne as associações de concessionários.

A média diária de emplacamentos ficou próxima a 4,3 mil unidades, cerca de 500 motos a menos por dia do que as médias registradas nos quatro meses anteriores. A líder Honda teve 315,7 mil unidades emplacadas no acumulado do ano, 27,7% a menos que nos mesmos cinco meses de 2015. Vice-líder, a Yamaha teve 48,4 mil motos licenciadas neste ano e registrou queda pouco menor, de 25,6%.

Das marcas com tradição em alta cilindrada, a queda mais expressiva continua sendo da Harley-Davidson. A fabricante já havia encerrado 2015 com queda de quase 11% em relação ao ano anterior. E em 2016, as 1.674 unidades emplacadas até maio já resultam numa queda acentuada de 36,6% ante os mesmos meses do ano passado.

Fonte: Automotive Business