Importação de básicos bate recorde em novembro

315
Importação de básicos bate recorde
Brasil no caminho da importação

Importação de básicos bate recorde

Importação de básicos bate recorde – O Brasil importou no mês de novembro 122.767 m3 de óleos básicos, o que eleva o volume total do ano, em onze meses, para 587.026 m3, configurando um recorde tanto mensal como anual (em onze meses). Os Estados Unidos foram os principais fornecedores com 77% do total importado pelo país, seguidos de Malásia, Coreia do Sul, Bahrein e Suécia.

A média mensal de importações, dos últimos 5 anos está em torno dos 45.715 m3.

Esse recorde de importação de óleos básicos se deveu principalmente, pela queda da produção local das refinarias brasileiras que, até os números publicados pela ANP em outubro apresentava uma redução de 22,1% em relação ao ano passado.

É necessário também considerar o aumento significativo das vendas de óleos lubrificantes no mercado brasileiro, a partir de junho deste ano, quando iniciou a retomada em “V” dos volumes de venda.

Some-se a todo esse contexto a insegurança dos produtores brasileiros de lubrificantes quanto à garantia de abastecimento, uma vez que o furacão Laura nos Estados Unidos e as variações de preço de matéria-prima causaram restrições ao fornecimento internacional e consequente aumento dos preços dos básicos. Ainda há que se considerar a intenção anunciada pela Petrobras de realizar um corte de produção na Reduc (RJ), com a parada de um dos trens de produção de básicos.

Dessa forma, seria explicada uma corrida às importações a partir de setembro que, devido ao tempo necessário para que todo o processo se concretize, chegaram em grande escala no mês de novembro.

A situação no exterior ainda não está totalmente estabilizada, com relação ao atendimento a mercados importadores e, portanto, a pressão irá continuar ainda por algum tempo.

Matéria especial sobre como os Estados Unidos estão lidando com essa situação foi enviada pela ICIS, com exclusividade para a revista Lubes em Foco, edição 79, publicada este mês, que poderá ser lida em https://portallubes.com.br/2020/12/mercados-de-oleo-basico-dos-eua-ficaram-apertados/