Vendas de pneus recuam 2% em julho com demanda menor das montadoras

Volume destinado a fabricantes de veículos é 28,3% menor no mês no comparativo anual

36

Vendas de pneus recuamVendas de pneus recuam

Vendas de pneus recuam – As vendas de pneus no Brasil recuaram 2% em julho quando comparado com o resultado de mesmo mês do ano passado, para pouco mais de 4,65 milhões de unidades, segundo balanço da Anip, associação da indústria de pneumáticos. A entidade aponta que o resultado é consequência da queda de 28,3% das vendas diretas para montadoras, que consumiram 983,6 mil unidades no mês contra as mais de 1,37 milhão de unidades registradas há um ano.

A alta de 8,7% das vendas para o mercado de reposição, com 3,67 milhões de unidades, não foi o suficiente para conter a queda dos negócios para com as montadoras.

Em sete meses, o setor acumula queda de 26% das vendas na comparação anual. De janeiro a julho de 2020, o mercado de pneus movimentou 25,1 milhões de unidades contra as 34 milhões de igual período do ano passado.

A balança comercial de pneus registrou superávit de US$ 91 milhões, apesar da queda de 34% tanto das exportações quanto das importações (em valores) no período de janeiro a julho. Em unidades, houve déficit: foram importadas 5,67 milhões de unidades a mais do que as exportadas no acumulado do ano.