Space Vizzion será a station wagon elétrica da VW

Apresentada no Salão de Los Angeles, chegará ao mercado europeu em três anos

79
Space Vizzion
Die Volkswagen Neuvorstellung (VW ID. Space Vizzion) steht bei der Pressekonferenz am Stand von Volkswagen im US-amerikanischen Los Angeles (USA) im Rahmen der L.A. Autoshow. Die Messe zeigt der Öffentlichkeit die neuesten Modelle für den weltweit zweitgrößten Automarkt. Foto: Friso Gentsch/Volkswagen

Space Vizzion

Aos poucos, a Volkswagen vai desnudando a família de produtos elétricos que deverá representar boa parte das vendas globais da marca até a metade da próxima década. Depois de lançar o ID3 em Frankfut, em setembro, e  apresentar o ID4, um SUV que deve chegar ao mercado em mais um ano, esta semana a montadora  exibe o ID Space Vizzion no Salão de Los Angeles, Estados Unidos.

A montadora afirma se tratar ainda de um conceito, mas é pouco provável que não se aproxime já muito do terceiro membro da linha elétrica, cuja versão comercial será apresentada no fim de 2021.

Além dos entusiastas de veículos elétricos, o Space Vizzion deve agradar muito os admiradores das station wagons,  configuração de carroceria seriamente ameaçada de extinção no Brasil, mas com mercado significativo ainda na Europa.

O modelo, claramente uma proposta futurista de perua, foi projetado sobre a plataforma elétrica modular MEB. É equipado com um motor traseiro de 275 cavalos e  bateria de 82 kWh. Sua autonomia, diz a VW, é de cerca de 590 km pelas normas europeias e de 483 km, segundo critérios norte-americanos. Mas a montadora assegura que desenvolverá  diferentes versões para a América do Norte, Europa e China.

É clara a identidade de algumas formas e detalhes do Space Vizzion com as adotadas no ID3, compacto que já tem lançamento confirmado para o transcorrer de 2020. O painel  adota telas heads-up de realidade aumentada e multimidia de 15,6 polegadas para controlar entretenimento, equipamentos de conforto e diversas configurações do carro.

São duas fileiras de bancos, mas  algumas versões poderão contar com até três. Há sofisticações como o novo sistema de abertura das portas, que extinguiu as maçanetas em favor de superfícies iluminadas que abrem as portas com apenas um toque.

A Volkswagen apresenta no Space Vizizon o que chama de pele de maçã, material visualmente assemelhado ao couro e  desenvolvido a partir dos restos da produção do suco da fruta. A montadora diz que o novo material ecológico já pode substituir cerca de 20% do poliuretano presente nos automóveis.