Como se destacar no mercado industrial com a rotatividade de estoque

46

Rotatividade de estoqueRotatividade de estoque

O capital investido de um lojista é o estoque. Trata-se da principal fonte de renda do negócio, e por isso, se ele fica por muito tempo parado, pode promover alguns prejuízos para a empresa.

Por isso, é muito importante focar no giro de todo esse material, porém, a primeira vista pode parecer uma tarefa complicada. No entanto, ela é fundamental.

O ponto de equilíbrio entre desperdício e carência precisa ser analisado para que o controle seja assertivo e bons resultados possam surgir.

Do que se trata um giro de estoque?

Esse giro, significa a quantidade correspondente de produtos que foram repostos no estoque, quanto mais giros acontecem, significa maior quantidade de vendas.

É a partir do giro de estoque que o empreendedor consegue analisar e compreender a demanda dos produtos que estão sendo comercializados.

Para tudo isso, é muito importante que planejamentos ocorram, para que fornecimentos em uma escala diferente da realidade de cada loja, não aconteça e não cause prejuízos aos lojistas.

Calcular é necessário

Como se sabe, todo tipo de cálculo é muito importante nos mais diferentes segmentos. Quanto mais informações, melhores serão os dimensionamentos do estoque.

São diversas variáveis que precisam ser analisadas, como o histórico de vendas durante o ano, o prazo de entrega, as mercadorias que entraram e saíram.

Mas entrando no assunto cálculo, trata-se de algo simples. Imagine que na sua loja de materiais de construção, você tenha 500 unidades de tubo galvanizado no estoque e a demanda no ano seja de 1.500 por ano.

O cálculo se faz a partir da divisão do número de vendas pela quantidade que está armazenada, ou seja, 1.500/500. Três giros de produtos foi o resultado, isso indica que a renovação de estoque precisa ser nessa mesma quantia.

A importância de fazer girar e os benefícios

Muitas pessoas conseguem se localizar em quantas vezes o estoque de cada peça é renovada, porém essa informação não é analisada de uma maneira mais profunda, o que é um erro.

Os produtos que mais saem, são os que contam com uma quantidade grande do giro de estoque. Eles são a peça chave da loja. Em compensação, aqueles que menos saem, contam com uma demanda menor.

A partir de então, é possível calcular de uma forma mais exata as compras da empresa que serão feitas. Além disso, é possível também entender melhor o gosto dos consumidores.

E quem consegue controlar tudo isso de uma maneira eficaz, consegue trazer à empresa resultados excepcionais, dessa forma, a empresa evita a perda de dinheiro.

Ainda com o exemplo da loja de material de construção, se o lojista consegue armazenar produtos, sejam eles imã de neodímio, cinta para amarração de carga, cimentos ou tijolos, tudo isso da própria loja, evita o aluguel de outros espaços para armazenamento.

Com uma boa gestão, boas estratégias, os cálculos feitos de maneira certa, a rotatividade de estoque do seu negócio só tende a aumentar e as suas vendas a crescer.