Carros elétricos e autônomos vão criar 115 mil empregos só nos EUA

Estimativa para a próxima década vem de estudo do BCG em parceria com o Michigan Mobility Institute

53

novos empregosNovos empregos

Um estudo do Boston Consulting Group (BCG) em parceria com o Michigan Mobility Institute revela que a nova geração de carros elétricos e os serviços de mobilidade autônoma vão criar somente nos Estados Unidos até 115 mil novos empregos na próxima década.

De acordo com a análise da consultoria, intitulada The US Mobility Industry’s Great Talent Hunt, destes 115 mil novos postos, 45 mil serão ocupados por pessoas com funções ligadas à engenharia de mobilidade e computação. Outros 70 mil profissionais farão testes e manutenção de veículos elétricos.

O estudo revela que não será fácil encontrar esses profissionais, uma vez que a demanda por engenheiros de mobilidade será seis vezes maior que o número de habilitados nessa área previsto para ingressar na indústria automotiva. Atualmente, menos de 1% dos recém-formados em áreas como engenharia ou ciência da computação vai para a área automotiva.

Dos engenheiros de mobilidade requeridos, 8 mil serão apenas para desenvolver e construir veículos elétricos. Outros 5 mil vão fabricar veículos autônomos e mais 2 mil participarão do desenvolvimento de infraestrutura das estradas.

As montadoras também precisarão de 50 mil motoristas para testar os novos carros autônomos. Mais 10 mil vagas surgirão para reparadores de veículos elétricos que entendam de alta voltagem e baterias. Por fim, mais 10 mil vagas serão oferecidas para profissionais treinados em calibrar sensores e consertar peças robóticas.

Em 2030, os carros elétricos representarão metade de toda a venda de veículos novos nos Estados Unidos. Já os serviços de mobilidade, como táxis autônomos, responderão por outros 10% dos novos carros em circulação no mesmo período.