Módulo de Abastecimento: escolhendo o modelo ideal

511

O módulo de abastecimento é a solução completa para o abastecimento destas frotas, seja  em indústrias em geral, propriedades agrícolas, transportadoras, garagens de ônibus, usinas, construtoras, etc.

 

Como escolher o modelo ideal de Módulo de Abastecimento para a sua frota?
Como escolher o modelo ideal de Módulo de Abastecimento para a sua frota?

Pontos de abastecimento

Os pontos de abastecimento são instalações próprias em empresas que contemplam grandes frotas automotivas e utilitárias. Entre outros motivos, as vantagens na aquisição deste modelo de equipamento é a facilidade e controle da operação, bem como economia na gestão do custo com o combustível.

O equipamento tem por finalidade armazenar de forma segura e abastecer a frota com combustível, com total controle. Divide-se basicamente em 3 partes fundamentais: tanque aéreo de armazenamento de combustível ( gasolina, etanol, diesel ou biodisel), bacia de contenção e skid de abastecimento.

Tanque aéreo

O tanque aéreo contempla diversas configurações de volume, abrangendo de 5 mil litros até 60 mil litros. Dentro dessas possibilidades de armazenagem o cliente ainda pode optar por um tanque pleno, com apenas um combustível ou bipartido, com divisão para dois tipos de combustíveis. Com a opção de um tanque bipartido, é necessária a instalação de dois skids de abastecimento.

Módulo de Abastecimento – Skid

Os skids de abastecimento têm por finalidade abastecer a frota e nele, inclui algumas funções que podem variar de modelo para modelo. Pode-se destacar o sistema de descarregamento do  combustível do caminhão tanque ao tanque aéreo, controlar e medir os volumes de saída do combustível com bloco medidor e  filtrar o combustível. O spill box com engate rápido permite reter possíveis vazamentos e reaproveitar o combustível no momento da descarga.

A parte elétrica dos skids deve ser certificada anti explosão para garantir qualidade e segurança aos usuários do módulo de abastecimento. Um ponto importante na decisão da escolha do modelo a ser adquirido é a vazão do equipamento.

Com duas  opções, 90 litros por minuto ou 150, a demanda de utilização, bem como o tamanho do negócio da empresa deve pautar a decisão.

Por exemplo,  uma empresa de ônibus com 100 carros em sua composição, em que os horários de abastecimento são reduzidos, é necessário que a vazão seja alta, de 150 litros por minuto e na quantidade exata para rodar durante o itinerário.

Já um agronegócio estabelecido em uma fazenda, distante de outros pontos de abastecimento, além de levar em conta a vazão por minuto, deve contemplar volumes de armazenagem maiores, tendo em vista a distância e tempo de reabastecimento de seu tanque.