Utilização da capacidade instalada na indústria foi de 77,3% em fevereiro

Apesar do aumento no faturamento, emprego e horas trabalhadas na comparação com janeiro, Indicadores Industriais da CNI não sinalizam retomada do crescimento da atividade do setor

129

Uso da Capacidade instalada em fevereiro

Podemos ver abaixo os indicadores apresentados pela CNI correspondentes ao mês de fevereiro de 2017:

indicadoresindustriais_grafico_fevereiro2017A indústria operou, em média, com 77,3% da capacidade instalada em fevereiro, na série livre de influências sazonais.

Com o recuo de 0,4 ponto percentual na comparação com janeiro, o indicador interrompe a trajetória de três meses sem queda, depois de ter atingido o menor patamar da série histórica, de 76,1% em outubro do ano passado.

Pesquisa Indicadores Industriais da CNI

As informações são da pesquisa Indicadores Industriais, divulgada pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) nesta segunda-feira (3). Já o faturamento e o emprego tiveram alta de 0,4% em fevereiro frente a janeiro, de acordo com dados dessazonalizados.

Apesar de o faturamento acumular crescimento de 1% no primeiro bimestre de 2017, o indicador cai 8,4% em relação ao primeiro bimestre de 2016. Já o emprego recua 4,3% na comparação.

Os dados da indústria se mostraram ambíguos

duvidas-01Segundo o levantamento, nos últimos meses, os dados da indústria se mostraram ambíguos, em que crescimento de indicadores são sucedidos por acomodações ou quedas. No entanto, a pesquisa sinaliza que a longa e difícil trajetória de queda em todos os indicadores da indústria parece ter se encerrado. “Contudo, ainda não há uma recuperação forte e sustentada em curso”, destaca a CNI.

Tanto a massa salarial quanto o rendimento médio do trabalhador da indústria caíram 0,7% em fevereiro frente a janeiro, na série livre de influências sazonais. Foi a quinta queda consecutiva desses indicadores. Na comparação entre os primeiros bimestres de 2017 e 2016, a massa salarial diminuiu 6,2% e o rendimento médio recuo 2%.