Oronite fala dos impactos dos carros autônomos no negócio de lubrificantes

203

car-wash-showDois representantes da Chevron Oronite vão fazer apresentações no The Car Wash Show, entre  4 e 6 de abril de 2017, em Las Vegas, EUA. O primeiro, intitulado “Potential Impact of Self-Driving Cars on Engine Oil Requirements and Fast Lube Business”, será apresentado por Gary M. Parsons, gerente de relações com a indústria.

O segundo, que é intitulado “Bridging the Gap from GF-5 to GF-6: Preparing for New Industry Standards”, será apresentado por S. Mahboobeh Hosseini, Engenheira de Pesquisa e Desenvolvimento.

Parsons irá apresentar e rever aspectos da indústria de veículos autônomos  que podem causar impacto na demanda por desempenho do óleo de motor e no segmento de serviços ao veículo. “Numerosos fabricantes de equipamentos originais (OEMs) já estão testando veículos autônomos e anunciaram planos para introduzí-los comercialmente nos próximos 3 a 5 anos”, disse Parsons.

Carros autônomos terão ênfase em tempo de operação e durabilidade

“Embora excitante em muitos aspectos, a introdução de veículos autônomos tem o potencial de causar ruptura em muitos aspectos da indústria de transporte, incluindo manutenção e serviço. Por exemplo, podemos ver um menor número de veículos em operação em uma maior porcentagem de tempo, o que poderia levar a uma maior ênfase em tempo de atividade e durabilidade”.

“Uma maior comunicação veículo-veículo tem o potencial de criar ambientes de baixo estresse para os carros, o que poderia estender os intervalos entre as trocas de óleo. A demanda geral de óleo do motor pode diminuir a longo prazo, mas serão necessários óleos de motores de qualidade superior. Para ser bem sucedido a longo prazo, as empresas têm de começar a planejar agora”, completou Parsons.

Hosseini apresentará e analisará como as especificações para óleos de motor a gasolina, que são criadas para mitigar as preocupações dos OEMs, estão passando por um período de mudança sem precedentes na América do Norte.

“A ILSAC GF-6, a próxima especificação global de óleo de motor a gasolina para veículos de fabricantes norte-americanos e japoneses, será composta por seis testes de motores recém-desenvolvidos que irão promover um melhor desempenho do lubrificante”, disse Hosseini. “Enquanto a indústria aguarda o desenvolvimento de uma especificação GF-6, há a necessidade de atualizar produtos para atender a especificação Dexos 1 ™ de segunda geração (Dexos1: 2015) desenvolvida para proteger a nova injeção direta de gasolina (GDI) dos motores turboalimentados da General Motors, e isso precisa ser feito antes do vencimento das licenças Dexos1: 2010 em 31 de agosto de 2017. ”

A Car Wash Show, dirigida pela International Carwash Association, a Associação Automotiva de Troca de Óleo e a Western Carwash Association, reúne líderes, inovadores e tomadores de decisão dos segmentos de profissionais de lavagem de carros e lubrificação rápida.