Máquinas automotrizes registram alta em janeiro

Vendas internas cresceram 75% e exportações avançaram 42%

558
Máquinas automotrizes registram alta em janeiro
Máquinas automotrizes registram alta em janeiro
Venda de tratores em janeiro foi próxima a 2,3 mil unidades
O segmento de máquinas automotrizes começou 2017 confirmando a expectativa de recuperação divulgada em 2016. Janeiro teve 2,8 mil unidades repassadas à rede, representando uma alta de 74,9% sobre o mesmo mês do ano passado.  “O crescimento foi substancial. Um dos motivos é a safra recorde aguardada, de 218 milhões de toneladas”, afirma Antonio Megale, presidente da Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea).

Máquinas automotrizes: vendas em números

As máquinas automotrizes de maior volume de vendas, os tratores de rodas, tiveram 2,3 mil unidades entregues pelas fábricas aos concessionários em janeiro. O total foi 109,6% maior que o registrado em janeiro de 2016. Os modelos acima de 130 cavalos superaram os tratores intermediários (de 81 a 130 cv) e registraram o crescimento mais significativo, de 214,4%.

Colheitadeiras de cana e de grãos também tiveram alta (respectivamente, 122,2% e 13,7%). O presidente Megale também recorda a importância das linhas de financiamento, que até o fim do exercício do período atual (em junho) somarão R$ 9 bilhões ou mais em créditos.

Já a venda de máquinas voltadas à construção continua em baixa, mesmo com os demais segmentos apresentando aumento nas vendas. Os tratores de esteiras recuaram 18,8% e as retroescavadeiras, 74,5%. Como os caminhões (veja aqui), esses equipamentos também dependem da retomada de obras de infraestrutura.

Exportações animam a Anfavea

O presidente da Anfavea recorda que as exportações cresceram 42,4% sobre janeiro de 2016 ao somar 477 unidades. “Em valores a alta também foi relevante, 35,7%.” Como consequência, a produção total de máquinas em janeiro somou 3 mil unidades. Dessa forma, houve um acréscimo de 82,2% sobre o mesmo mês de 2016. Até mesmo as retroescavadeiras apresentaram volume significativo no mês. Foram 211 unidades e alta de 67,5%.