Venda de motos tem alta de 13,3% em novembro

Proximidade com verão e 13º elevaram média diária para 3,9 mil unidades

134

Venda de motos tem alta

A venda de motos no mês de novembro de 2016 chegou a 73.300 unidades, registrando um acréscimo de 13,3% sobre o mês de outubro e interrompendo assim uma forte queda iniciada em setembro de 2016 e que fez do mês de outubro o pior em mais de 12 anos de estatísticas. A média diária subiu de 3,2 mil para 3,8 mil unidades se considerados 19 em vez de 20 dias úteis em razão do feriado-ponte de 15 de novembro. Os números são da Fenabrave – Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores, que reúne as associações de concessionários do país.

A melhora nas vendas reflete a proximidade com o verão, período que historicamente motiva as vendas do setor de motocicletas, e também a chegada do 13º salário.

Acumulado do ano

No acumulado do ano, porém, as 914,3 mil motocicletas emplacadas registram queda de 19,9% ante os mesmos 11 meses de 2015. A líder Honda teve 658,4 mil unidades licenciadas, 27,3% a menos que em iguais meses de 2015. Da Yamaha foram 98,1 mil motos emplacadas, recuo de 24%. Com pouco mais de 11 mil motos de janeiro a novembro, a Suzuki anotou 36,1% de retração.

Alta cilindrada

venda de motos tem alta
Ducati 959

A Ducati se destacou entre as marcas com mais tradição em motocicletas de alta cilindrada porque conseguiu crescer 35,3% sobre o mesmo período do ano passado. A marca teve 1,1 mil unidades licenciadas nestes 11 meses. Já a Kawasaki, que até outubro vinha mostrando números melhores que os de 2015, anotou queda de 1,4% nas vendas acumuladas até novembro deste ano com suas 5,4 mil motocicletas emplacadas.

A BMW teve 5,9 mil licenciamentos e registrou também uma queda de 15,7%. Já ao analisarmos os números da Harley-Davidson que somou 4,3 mil emplacamentos verificarmos um grande recuo de 31,8%.

SOURCEMÁRIO CURCIO, Automotive Business