Óleos básicos recuperam margens com preço do petróleo

196

Os preços dos óleos básicos tiveram um acréscimo, a partir de março, acompanhando a subida lenta dos preços do petróleo bruto e a melhora da relação entre oferta e demanda. A caminhada ascendente dos preços continuou em abril e maio e, novamente, no início de junho, uma vez que os produtores pretendiam reabilitar os níveis de margem que se encontravam bem deprimidos.
No início de março, a Chevron, grande produtora de Grupo II, anunciou aumento dos preços publicados em seu portfólio de produtos, terminando o período de pressão sobre os preços que se retraíram no mercado a partir do segundo semestre de 2015. As margens dos óleos básicos tinham caído para níveis críticos, durante o terceiro e quarto trimestres de 2015, com a indisposição dos preços promovida quase totalmente pela derrocada dos preços do petróleo.
Com o movimento de abertura da Chevron, outros produtores de Grupo II fizeram anúncios de aumento em março. Os produtores de Grupo I também entraram no mercado com incrementos de preços em março, e os preços publicados dos básicos de Grupo II + também sofreram essa mudança ascendente.
Aumentos de 10, 15 e 20 centavos / gal nos preços afixados entraram em vigor em abril, com os valores variando principalmente por grau de viscosidade. Maio seguiu o mesmo caminho, e os aumentos ocorreram novamente no início de junho. Em junho, o incremento de 20 centavos / gal foi dominante, já que o petróleo bruto flertou com a quebra da barreira dos US$ 50 por barril, mas não sustentou uma violação da marca.
O brightstock do Grupo I ficou, na maioria das vezes, com os 10 centavos / gal de ganho, porque a condição especial sustentada pelos graus mais pesados diminuiu com a mudança de fatores de oferta, que os distanciavam dos graus mais leves, promovendo um maior equilíbrio em todos os graus.
O óleo de viscosidade 600 do Grupo II foi um ponto fora da curva no balanço para melhorar o equilíbrio dos preços, puxando também o Grupo I de mesma viscosidade, fazendo com que a série 600 exibisse algumas incertezas sobre as condições de oferta neste ano.

Clique abaixo, faça login e leia a matéria completa na revista LUBES EM FOCO – Ed 54.

capa-ed-54