No transporte escolar, todo cuidado é pouco

0
27

No transporte escolar, todo cuidado é pouco. Com forte presença no segmento de vans com a marca Vanco, a Continental Pneus relaciona algumas dicas de segurança para quem é responsável pelo transporte de estudantes.

No transporte escolar, todo cuidado é pouco
No transporte escolar, todo cuidado é pouco

Segundo dados do censo escolar da educação básica do Ministério da Educação (MEC), 48,6 milhões de alunos estavam matriculados no sistema educacional do país em 2017. Trata-se de um universo expressivo e, embora não existam dados específicos, é significativo o papel das vans que fazem o trajeto casa-escola-casa em todo o território nacional.

Presente de forma marcante no segmento de vans por meio da marca Vanco, a Continental Pneus, integrante de um dos maiores grupos sistemistas do mundo, lembra a responsabilidade de se transportar estudantes e relaciona algumas dicas simples que impactam diretamente na segurança desse serviço.

Transporte escolar: paradas

Paradas frequentes para embarque e desembarque fazem parte da rotina do transporte escolar. Embora as laterais dos pneus para vans sejam reforçadas, o motorista sempre deve estar atento para evitar impactos contra o meio-fio. Esses choques, quando frequentes, desgastam o pneu e podem chegar a cortar a sua lateral ou até mesmo romper a lona da estrutura interna, permitindo o surgimento de bolhas.

“O ar pressiona a parede da lateral por dentro e no ponto desgastado a bolha aparece, comprometendo totalmente o pneu, que deve ser substituído imediatamente, já que um pneu com bolha pode estourar a qualquer momento”, alerta Rafael Astolfi, gerente de assistência técnica da Continental Pneus.

Calibragem

A calibragem periódica é mais um cuidado que o proprietário da van deve tomar, sempre utilizando a pressão recomendada pelo fabricante. A pressão correta contribui diretamente não só para o aumento da vida útil do pneu, mas gera maior segurança ao rodar. Ela também resulta em economia de combustível, o que é um dos itens de maior importância para quem tem um negócio no segmento de transporte e percorre grandes quilometragens diariamente. Um pneu com 3,0 psi (ou libras) de pressão abaixo da recomendada vai aumentar em até 2% o consumo de combustível.

Traduzindo em números: uma van que percorra 30.000 km em um ano com calibragem abaixo da recomendada chega a desperdiçar um tanque de 55 litros, sem falar que o pneu ficará vulnerável a buracos e a outros imprevistos das vias que podem comprometer a segurança do veículo.

Outra dica importante é a atenção com o desgaste dos pneus. Por lei, é proibido no Brasil que um veículo trafegue com um pneu com sulcos com profundidade inferior a 1,6 milímetros ou que tenha atingido seu indicador de desgaste máximo. Nesses casos, há o comprometimento da eficiência nas frenagens em piso seco e, principalmente, em pista molhada.

Em seu canal no YouTube, a Continental disponibiliza uma série de vídeos educativos que colaboram com a segurança e com a prevenção de acidentes. Eles podem ser acessados o ano todo. Visite https://goo.gl/kQsHRn. (O Brasil Sobre Rodas)