Renault Alaskan 2023: novas versões na Argentina enquanto Brasil espera

Picape média já apareceu algumas vezes no Brasil, mas possível lançamento está cada vez mais distante

9620

Renault Alaskan 2023Renault Alaskan 2023

Renault Alaskan 2023 – Em um momento que as picapes ganham cada vez mais espaço, a Renault Alaskan faria sucesso no Brasil? Enquanto ficamos apenas no ensaio, o mercado argentino recebe a linha 2023 da picape com a inclusão de novas versões.

Produzida na fábrica de Santa Isabel em Córdoba, Argentina, a Renault Alaskan 2023 chega às lojas do país vizinho com novas versões. A picape, que era oferecida com a transmissão de 7 velocidades apenas nas versões Iconic 4×4 e Outsider 4×4, agora também recebe o câmbio automático nas versões Intens 4×2 e Intens 4×4. Esta transmissão trabalha sempre com o motor 2.3 biturbodiesel de 190 cv e 450 Nm (45,9 kgfm).

A Renault ampliou a oferta de versões com câmbio automático acompanhando uma tendência já adotada por outras concorrentes, principalmente observando o aumento da demanda por picapes de uso urbano e familiar. É um fenômeno que surgiu em dezembro de 2013 na Argentina, quando os SUVs foram “punidos” por impostos internos e acabou direcionando os consumidores para as picapes – que são isentas desse imposto.

A oferta de versões é generosa, chegando a 9 opções no total. No entanto, com a chegada das novas configurações automáticas, a versão Iconic 4×4 com câmbio manual deixa de ser oferecida.

Em relação aos preços, a Alaskan mais acessível é a Confort 2.3 dCi 160 2WD e custa 9.927.100 pesos (equivalente à R$ 239.243 em conversão direta) enquanto a versão topo de gama passa a ser a Iconic 2.3 dCi 190 4WD AT por 15.183.600 pesos (R$ 365.924).

Renault Alaskan no Brasil

A Renault ensaiou por diversas vezes a oferta da Alaskan no Brasil. A picape média, irmã da Nissan Frontier em plataforma e motores, foi mostrada algumas vezes em nosso mercado, inclusive no Salão do Automóvel de São Paulo.

Apesar da boa receptividade por parte do público, a Renault seguiu estudando o seu lançamento por aqui e não avançou. Todas as oportunidades em que conversamos com os executivos da marca, a resposta era sempre a mesma: “nada está confirmado para o Brasil”.  Hoje, o mercado de picapes está cada vez mais quente, mas mesmo assim, nenhum sinal da Alaskan. Será que a Alaskan faria sucesso no Brasil? O que você acha?