Parceria Renault-Geely terá produção de motores híbridos na América Latina

Unidades produtivas da marca francesa integram projeto global que envolve fabricação de propulsores em 17 países

253

Produção de motores híbridosProdução de motores híbridos

Produção de motores híbridos – A Geely construirá oito fábricas de motores a combustão e híbridos na China e uma na Suécia por meio da futura joint-venture estabelecida com a Renault e a Saudi Aramco em novembro do ano passado. A informação é da agência Reuters.

Ambas as montadoras querem que a JV se torne uma fornecedora líder até o fim de 2023. A meta é ter uma força de trabalho formada por 19 mil funcionários e receita anual de € 15 bilhões (US$ 16,3 bilhões).

O projeto, denominado Horse, envolverá outras unidades das duas montadoras no mundo. Serão 17 fábricas para produção de motores híbridos e a combustão: oito da francesa na América Latina, Europa e Turquia, e nove da Geely.

Segundo o acordo firmado, a Geely trará todas as suas fábricas de motores e transmissões para a JV, mas não seus powertrains elétricos. A tecnologia de motor elétrico da Renault, por sua vez, permanecerá separada da Horse e se tornará o núcleo de sua futura unidade chamada Ampère.

A Geely e a Renault disseram que a joint-venture deve ter uma capacidade de produção anual de mais de cinco milhões de motores e transmissões de combustão interna, híbridos e híbridos plug-in. A Saudi Aramaco fornecerá know-how em combustíveis eletrônicos e hidrogênio.