Renault Stepway Iconic CVT – Prós e Contras

Aventureiro apagou o nome Sandero, mas tem qualidades para valer mais que sua origem

89

Renault Stepway.Renault Stepway

Ele não quer mais ser chamado de Sandero aventureiro. Agora apenas Stepway, o hatch metido a SUV se separou dos irmãos tirando o nome de família, mas a cara, a alma e o coração ainda são de Sandero. Reestilizado e com a inédita versão topo de linha Iconic, ele ganhou câmbio CVT e alguns equipamentos extras em relação ao Sandero Intense, por R$ 73.090. Vale a pena pagar R$ 7.600 a mais que o Sandero “normal”? Veja a seguir no nosso Prós e Contras.

Prós

Prós e Contras Renault Stepway 2020

Desde que apresentou a família de motores SCe, em 2016, a Renault sempre deixou claro que até mesmo o 1.6 tinha proposta urbana. Com rendimento de até 118 cv e 16 kgfm a 4.000 rpm, ele se destaca pela boa oferta de torque em baixas rotações. Junte isso com a linearidade e suavidade da transmissão CVT (mesmo conjunto do Captur e Duster) e temos um carro ágil e confortável na cidade, além de econômico. Em nosso ciclo urbano, registrou 7,5 km/l com etanol, um bom número para o segmento – mas ainda assim acima do Sandero convencional.

Prós e Contras Renault Stepway 2020

Mesmo que o Stepway não assuma mais o nome Sandero, ele carrega uma das melhores virtudes do projeto. O espaço interno é amplo até diante de concorrentes mais novos, como o Fiat Argo e o Volkswagen Polo, principalmente no banco traseiro, tanto para pernas quanto para ombros. O conforto foi ampliado com a adoção de novos bancos dianteiros, além do cinto de três pontos e encosto de cabeça para os cinco ocupantes. No porta-malas, a capacidade de 320 litros é respeitável entre os hatches compactos.

Prós e Contras Renault Stepway

O Stepway manual tem 185 mm de altura livre do solo, o que é mais do que muito SUV por aí. Isso resulta em um carro que enfrenta valetas e lombadas na cidade com desenvoltura enquanto os pneus 205/55 R16 têm boa altura de ombro e protegem as rodas nos buracos. Já a versão CVT baixa esse valor para 145 mm, devido justamente à transmissão – mas é somente neste ponto, o restante segue alto como no carro manual. Para compensar a altura geral, a suspensão é um pouco mais firme que no Sandero (exceto o CVT, que tem o mesmo ajuste do Stepway), mas é tolerável principalmente por não ter que se preocupar com raspar o para-choque ou a parte de baixo nas “barreiras” da vida urbana.

Contras

Prós e Contras Renault Stepway 2020

Com a necessidade de elevação de todos os Sandero e Logan com o câmbio CVT, o Stepway não tem mais como principal chamariz a altura do solo. A versão Iconic traz itens como controles de tração e estabilidade, assistente de partida em rampa, 4 airbags, central multimídia com espelhamento de smartphones e piloto automático, mas é algo que o Sandero Intense CVT também oferece por R$ 65.490. O Stepway tenta justificar seu valor com o visual externo mais aventureiro e a presença de itens exclusivos como acendimento automático dos faróis, sensor de chuva e bancos em couro. É pouco.

Tabelado a mais de R$ 73 mil, o Stepway é mais caro que os principais concorrentes diretos. O Hyundai HB20X Premium custa R$ 72.590, enquanto o Chevrolet Onix Activ cobra R$ 67.990 e o Ford Ka Freestyle 1.5 AT sai por R$ 68.390. (Veja comparativo entre os 3!)

Prós e Contras Renault Stepway 2020

O visual mudou, mas a Renault insiste no sistema eletro-hidráulico para assistência de direção. Comparado com o sistema elétrico presente em boa parte de seus oponentes, é mais pesado para manobras e transmite mais as imperfeições do solo para as mãos do motorista, deixando a condução mais cansativa. Por mais de R$ 70 mil, difícil justificar esta economia no Stepway.

Prós e Contras Renault Stepway 2020

O Stepway ganhou o novo volante do Clio europeu, mas manteve os comandos de som na coluna de direção e a ativação do piloto automático no painel. Além disso, o botão de regulagem dos retrovisores externos elétricos no lado esquerdo do painel também fica fora de mão, assim como o botão que trava e destrava as portas, posicionado quase no topo do painel central. Ao menos os comandos de todos os vidros agora estão na porta. São detalhes pequenos, mas que, quando comparados aos concorrentes, prejudicam o modelo da Renault.

Fotos: divulgação

Ficha Técnica – Renault Stepway 1.6 CVT 2020

MOTOR dianteiro, transversal, 4 cilindros, 16 válvulas, 1.597 cm³, duplo comando com variador na admissão, flex
POTÊNCIA/TORQUE 115/118 cv a 5.500 rpm / 16,0 kgfm a 4.000 rpm
TRANSMISSÃO câmbio automático CVT com simulação de 6 marchas, tração dianteira
SUSPENSÃO independente McPherson na dianteira e eixo de torção na traseira
RODAS E PNEUS liga leve de 16″ com pneus 205/55 R16
FREIOS discos ventilados na dianteira e tambor na traseira com ABS e EDB
PESO 1.151 kg em ordem de marcha
DIMENSÕES comprimento 4.070 mm, largura 1.730 mm, altura 1.630 mm, entre-eixos 2.590 mm
CAPACIDADES tanque 50 litros; porta-malas 320 litros
PREÇO R$ 73.090 (Iconic)
MEDIÇÕES MOTOR1
Renault Stepway 1.6 CVT
Aceleração
0 a 60 km/h 5,2 s
0 a 80 km/h 8,1 s
0 a 100 km/h 11,9 s
Retomada
40 a 100 km/h em D 9,1 s
80 a 120 km/h em D 9,5 s
Frenagem (pista molhada)
100 km/h a 0 43,7 m
80 km/h a 0 28,3 m
60 km/h a 0 16,0 m
Consumo
Ciclo cidade 7,5 km/l
Ciclo estrada 10,3 km/l