Honda muda estratégia e foca em motos na Argentina

87
Honda muda estratégia
Honda Wave, um dos modelos produzidos na Argentina (Divulgação)

Honda muda estratégia

A Honda realizou mudanças em sua estratégia de negócios na Argentina, encerrando a construção de automóveis na planta de Campana, na região de Buenos Aires, para concentrar esforços na produção de motocicletas. A unidade, que produz motos desde 2006, emprega cerca de 1.000 funcionários e atualmente fabrica os modelos Wave, CG 150 e XR150L.

Argentina é um dos principais importadores de motos

Vale lembrar que a Argentina é um dos principais importadores de motos produzidas no Polo Industrial de Mnaus. Das 23.180 motocicletas exportadas pelo Brasil, cerca de 11.000 foram para o país vizinho, 48,6% desse total, segundo dados divulgados pela Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares (Abraciclo).

No acumulado do ano, as exportações somaram 23.180 unidades, o que representa queda de 49,9% em relação ao mesmo período de 2018 (46.258 motocicletas). Ainda de acordo com dados do Comex Stat, de janeiro a julho foram embarcadas 11.632 motocicletas (48,6% de participação) para Argentina. Os Estados Unidos ficaram em segundo lugar (4.313 e 18%), seguidos pela Colômbia (2.953 e 12,3%).

Unidade da Honda na Argentina (Divulgação)

Inaugurada em agosto de 1978, a unidade de Campana fabricava automóveis desde 2011. O único modelo produzido por lá atualmente é o SUV HR-V, que deixará a linha de produção argentina. A marca vai manter a comercialização de automóveis e os serviços de pós-venda no país.