Volkswagen desenvolve nova geração de câmbio manual

Arquitetura prevê menor consumo e emissão, fabricada na Argentina e Espanha, caixa MQ281 estreará em novo Passat

165
MQ281 manual transmission

Câmbio manual

Em um momento em que cresce a preferência por transmissão automática, o Grupo Volkswagen volta sua atenção para o câmbio manual com o lançamento de uma nova geração cuja arquitetura proporciona redução de consumo e consequentemente de emissões de CO2, de até 5g por quilômetro. A caixa manual MQ281 vai estrear no novo Passat e deve equipar diversos outros veículos do grupo, incluindo SUVs. Sua produção está iniciando nas duas únicas fábricas no mundo em que o Grupo VW fabrica câmbios manuais: na unidade de Córdoba, Argentina, e em Barcelona, na Espanha.

“Com o MQ281, desenvolvemos uma caixa de câmbio manual altamente eficiente e que em breve será introduzida em várias categorias de veículos de alto volume”, explica o chefe de desenvolvimento de tração na VW, Helmut Göbbels.

Melhora da eficiência

De acordo com o engenheiro, o desenvolvimento da nova caixa de câmbio se concentrou principalmente na melhora da eficiência. “Aqui empregamos métodos de desenvolvimento virtual, o que nos permitiu projetar um sistema completamente novo para a lubrificação da caixa: usando uma variedade de medidas para a simulação do uso de óleo, conseguimos obter uma lubrificação uniforme e ideal para as engrenagens e rolamentos, reduzindo a quantidade necessária para apenas 1,5 litro”, conta.

Além disso, para reduzir ainda mais o atrito, a companhia adotou rolamentos adaptados e minimizados com vedantes de baixo contato. O novo câmbio manual recebeu ainda nova estrutura dimensional da caixa, reforçada e melhorada, de forma que pudesse reduzir ruídos secundários e vibrações.

O câmbio manual possui torque de 200 a 340 Nm, o que significa que ela substituirá total ou parcialmente os atuais projetos de caixas de câmbio da Volkswagen com as designações internas MQ250 e MQ350, respectivamente.